TRIUMPH PROMOVE EVENTO DE TECNOLOGIA E LAZER DENTRO DO SENAI

TRIUMPH PROMOVE EVENTO DE TECNOLOGIA E LAZER DENTRO DO SENAI


Para comemorar sua bem-sucedida parceria de quatro anos com o Senai, a Triumph realizou o “Triumph Tech”, com foco em tecnologia, experiência de pilotagem dos modelos da marca e também lazer e diversão para toda a família. O evento aconteceu na unidade Conde José Vicente de Azevedo do Senai, instalada no bairro do Ipiranga (Rua Moreira de Godói, 226), em São Paulo (SP)

“Desde 2014, a Triumph já investiu cerca de R$ 700 mil nesta parceria com o Senai, com o objetivo de aprimorar e ampliar cada vez o treinamento técnico oferecido aos profissionais que atuam nas nossas 15 Concessionárias”, explica Waldyr Ferreira, General Manager da Triumph Brasil. Entre mecânicos, chefes de oficina, consultores de serviço e gestores de pós-venda, cerca de 310 especialistas já passaram por treinamentos realizados pela Triumph com apoio do Senai neste período, sempre buscando desenvolver nestes profissionais os conhecimentos sobre os produtos da marca inglesa.

“Optamos por trabalhar junto com o Senai devido à necessidade de criarmos um programa de cursos básicos e continuados de qualidade para atender a nossa rede. Nos diversos treinamentos disponíveis neste período, buscamos desenvolver as competências técnicas e comportamentais dos profissionais, proporcionando um conhecimento sólido sobre a marca”, afirma Cláudio Peruche, gerente de Pós-Vendas da Triumph. Atualmente, a empresa mantem no local quatro elevadores e 13 motocicletas para serem utilizadas nos vários cursos e treinamentos.

O evento reuniu mais de 800 pessoas

BOB BURNQUIST DE STREET SCRAMBLER

BOB BURNQUIST DE STREET SCRAMBLER

Durante a apresentação das novas Triumph Tiger 800/1200 em Ilhabela, litoral paulista, uma grata surpresa: Bob Burnquist foi anunciado como o mais novo “Official Rider” da marca inglesa no Brasil. A ação de marketing tem como objetivo engajar admiradores da Triumph e do motociclismo para atuar como influenciadores em seu meio, fomentando o estilo de vida sobre duas rodas e, com isso, incentivando seus contatos e o público em geral a experimentar e aderir ao mundo Triumph.
Bob Burnquist é o único atleta a participar de todas as edições dos X Games. Criador da mega rampa, Bob é hoje presidente da Confederação Brasileira de Skate (CBSk). Sua missão como dirigente é montar uma equipe forte para representar o País no Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Entre shapes, truks, rolamentos e rodinhas, o novo “Official Rider” vai pilotar no Brasil uma Triumph Street Scrambler. Confira a entrevista exclusiva feita pelo MinutoMotor com o mito do skate mundial. Bob fala de sua relação com a motocicleta e também da parceria com a Triumph Brasil.

AS NOVIDADES DA NOVA TIGER 1200

AS NOVIDADES DA NOVA TIGER 1200

Para encarar a concorrência de frente, a nova Triumph Tiger 1200 chega ao Brasil com 100 alterações – estéticas, ergonômicas e funcionais -, além de muitas inovações tecnológicas. A bigtrail, que tem o motor mais potente em sua categoria (141 cv), está pronta para enfrentar qualquer tipo de aventura, seja no asfalto, terra, areia ou rípio. É, segundo a marca, o modelo mais avançado da linha já fabricado pela Triumph.
Entre as principais novidades estão: iluminação adaptativa para curvas, painel de instrumentos TFT ajustáveis e totalmente coloridos, botões com iluminação de fundo, iluminação total de LED, trocas de marcha sem o auxílio da embreagem e controle de velocidade atualizado. Confira no vídeo os novos sistemas adotados na nova Tiger 1200. Quem conta os detalhes é Cláudio Peruche, gerente de Pós-Vendas da marca.
A aventureira inglesa está disponível nas seguintes versões e cores: Tiger 1200 XR (branca e preta – Crystal White e Jet Black), Tiger 1200 XCx (branca, preta e verde – Crystal White, Jet Black e Matt Khaki Green) e Tiger 1200 XCa (branca e verde – Crystal White e Marine). Preços: Tiger 1200 XR (R$ 60.090,00), Tiger 1200 XCx (R$ 73.190,00) e Tiger 1200 XCa (R$ 83.490,00).

VEJA: NOVA TIGER 1200 TRAZ SISTEMA KEYLESS

VEJA: NOVA TIGER 1200 TRAZ SISTEMA KEYLESS

Modelo mais avançado já fabricado pela Triumph, a Tiger 1200 XCa traz uma tecnologia vinda dos automóveis: sistema de ignição sem chave ou “Keyless”. Para acionar o motor, a chave inteligente deve estar a 1 metro da antena receptora de baixa frequência. Quem explica os detalhes deste novo sistema é Cláudio Peruche, gerente de Pós-Vendas da marca.

VÍDEO: BOB BURNQUIST E O SKATE OLÍMPICO

VÍDEO: BOB BURNQUIST E O SKATE OLÍMPICO


Único atleta a participar de todas as edições dos X Games, Bob Burnquist é um mito entre os skatistas do Brasil e do mundo. Criador da mega rampa, Bob é hoje presidente da Confederação Brasileira de Skate (CBSk). Sua missão é montar uma equipe forte para representar o País nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Confira a entrevista exclusiva feita pelo MinutoMotor com o mito do skate mundial. Bob fala de sua nova função como dirigente esportivo, de estilo de vida e competição, além do Complexo Skate, que será construído na Zona Leste da capital paulista, em parceria com o Sesi-SP.

VEJA: CLIENTES ROYAL FALAM DE SUAS MOTOS

VEJA: CLIENTES ROYAL FALAM DE SUAS MOTOS

Caçula do mercado de duas rodas no País, a Royal Enfield completou um ano de Brasil. Neste período a marca vendeu cerca de 600 unidades, 174 delas nos primeiros quatro meses do ano. O seu line-up é formado pelos modelos Bullet 500 e Classic 500, ambas clássicas, além da cafe racer Continental GT. A primeira motocicleta da Royal foi produzida na Inglaterra em 1901. Hoje todos os modelos são fabricados na Índia e a companhia é controlada pelo grupo Eicher Motors.

A marca conta apenas com uma revenda no País, a Royal Enfield SP, dos irmãos Maurício e Raul Fernandes Jr. (Avenida República do Líbano, 2070, Ibirapuera, SP). Mas pelo que tudo indica este ano a Royal abrirá novas concessionárias, provavelmente em Belo Horizonte (MG) e no Rio de Janeiro (RJ). O plano de expansão também prevê a comercialização de novos modelos como, por exemplo, a Himalayan, que deve desembarcar por aqui no segundo semestre.

Moto de uso misto, que já é vendida na vizinha Colômbia, a Himalayan conta com suspensão de longo curso, motor monocilíndrico de 411 cm³, que gera 25 cv potência máxima. Pronta para encarar qualquer tipo de terreno, a trail com cara de moto dos anos 1970 usa roda dianteira aro 21 polegadas.
No Brasil, como em outras partes do mundo, a Royal Enfield conquistou consumidores justamente pela simplicidade estética e mecânica, além de uma rica história de mais de 100 anos. 

VÍDEO: SERTÕES 2018, DE VOLTA ÀS ORIGENS

VÍDEO: SERTÕES 2018, DE VOLTA ÀS ORIGENS

Maior competição off-road da América Latina, e uma das maiores do mundo, o Rally dos Sertões 2018 parte para sua 26ª edição. De volta às origens, a prova percorrerá 3.600 quilômetros de muita aventura e adrenalina, que exigirá muito de máquinas e pilotos. A competição terá largada promocional em 18 de agosto em Goiânia (GO) e chegada em Fortaleza, no Ceará, em 25 de agosto. O trajeto cruzará, além de Goiás e Ceará, mais dois estados – Bahia, Piauí. O Rally dos Sertões 2018 reunirá pilotos em quatro categorias: motos, quadriciclos, UTVs e carros. Além do sol, os competidores enfrentarão longas especiais e muita areia. Confiras todas as novidades da competição na reportagem do MinutoMotor.

YAMAHA PROMOVE PIT STOP EDUCATIVO

Imagem: Denis Armelini

Como diz um velho ditado popular: “prevenir é melhor do que remediar”. Mas a Yamaha e a CCR AutoBan foram ainda mais longe em questões que envolvem segurança e atitude do piloto sobre uma moto. Além de fazer a checagem da parte elétrica (luzes) e verificação do estado de conservação dos pneus, a equipe da Yamaha realiza seu tradicional Pit Stop até 9 de maio (quarta-feira). Desta vez no km 39 da rodovia Bandeirantes, sentido interior de São Paulo.

Imagem: Denis Armelini
Os motociclistas que paravam na ação puderam acompanhar vídeos sobre a importância do uso do capacete, aprender técnicas de frenagem e ter dicas de direção defensiva. Além de informações preciosas, o participante ganhava ainda um vale troca de óleo Yamalube, independente da marca/modelo de sua moto. Ou seja, uma ação de segurança esbanjando democracia.

Imagem: Denis Armelini
Para Hélio Mazzarella, instrutor da Yamaha, o Pit Stop é uma forma de alertar o motociclista sobre o desgaste do pneu ou simplesmente de como fazer uma ultrapassagem de forma correta. “Em função da correria do dia a dia, o piloto precisa destas informações básicas de manutenção preventiva e também de dicas sobre sua responsabilidade sobre a moto”.

Imagem: Denis Armelini
Um exemplo prático abordado no Pit Stop da Yamaha é a questão do “ponto cego”. A marca simulou uma via de três faixas (acima) na qual um furgão estava na faixa central e motos nas laterais e também traseira. Todos os motociclistas entraram na cabine e se posicionaram no lugar do motorista para ter a real noção da visão de quem dirige a van. “A primeira dica é: veja e seja visto. É importante o contato visual entre motorista e motociclista. Fique pelo menos a cinco metros do veículo da frente. A outra é não circular totalmente no centro da faixa de rolagem. Mais perto da faixa divisória a quantidade de resíduos é menor”, conta Alessandro Santos, concessionário Yamaha que estava dando apoio à ação.

Imagem: Denis Armelini
Por sua vez, a AutoBan estava intensificando a campanha “Viagem Segura – Sua Melhor Direção” com a distribuição de um folder. A publicação trazia dicas importantes de segurança e atitude na rodovia. Tudo para minimizar acidentes.

VEJA: NOVO BMW 8 COUPÉ COM MOTOR V8 DE 530 CV

VEJA: NOVO BMW 8 COUPÉ COM MOTOR V8 DE 530 CV

O luxuoso M850i ​​xDrive Coupé foi parcialmente desvendado pela própria BMW. Sob o capô um inédito motor de oito cilindros que produz  530 cv. Para ajudar a usar esta potência de forma “racional”, o carro alemão apresenta dois modos de pilotagem – Sport e Sport +. O novo modelo traz outros destaques: amortecedores eletronicamente controlados, sistema de controle de estabilidade DSC (Dynamic Stability Control) e sistema de tração nas quatro rodas. A configuração padrão é na roda traseira, mas quando o condutor quiser um pouco mais de diversão ele pode bloquear o diferencial e, assim, proporcionar uma tração máxima ao acelerar nas curvas. O BMW 8 Series Coupé estará à venda na Europa já no primeiro semestre. Sua aparição oficial deverá acontecer durante a tradicional “24 Horas de Le Mans”. 

Um baixo centro de gravidade, altos valores de rigidez para a corroeria e suspensão eletrônica formam a base para as novas características de condução do BMW 8 Series Coupé. No caso do M850i ​​xDrive Coupé, tanto a agilidade como o comportamento direto da direção são adicionalmente auxiliados pela direção ativo integral. Além disso, os amortecedores controlados eletronicamente são capazes de fornecer a estabilidade máxima a qualquer momento, mesmo em trechos de superfície irregular ou piso molhado. 

A utilização do V8 teve contribuição decisiva no aumento de performance do BMW M850i ​​xDrive Coupé. O novo propulsor oferece agora 530 cv de potência máxima. Já o torque é de quase 75 Kgf.m, já disponível a 1.800 rpm (força comparável a um caminhão). O motor de oito cilindros está acolado a uma transmissão esportiva Steptronic também de 8 velocidades, com trocas de marchas mais curtas. Dessa forma, o carro pode acelerar de 0 a 100 km/h em menos de 4 segundos. 

“O novo motor V8 oferece exatamente o equilíbrio certo entre desempenho e emoção, que é o que define o novo BMW 8 Series Coupé”, afirma Christian Billig, chefe da Unidade de Integração de Sistemas. “Acima de tudo, o oito cilindros se harmoniza perfeitamente com a transmissão Steptronic. O som do escape esportivo denuncia a entrega de potência do carro. E graças ao BMW xDrive e ao bloqueio ativo do eixo traseiro, o motor sempre transfere potência ideal para uma melhor condução. 

O QUE VALE A PENA TER, VALE A PENA ESPERAR

O QUE VALE A PENA TER, VALE A PENA ESPERAR

A Muteki, uma das maiores importadoras de motopeças do Brasil, acaba de fechar uma parceria com a italiana SWM (Speedy Working Motors). A empresa brasileira irá comercializar no País motocicletas que são fabricadas em Biandronno, Varese, norte da Itália.

Famosa nas competições off-road na década de 1970, a SWM encerrou suas operações nos anos de 1980. Porém, em 2014, a marca ressurgiu com o capital do empresário chinês Daxing Gong, presidente do grupo Shineray, e também pelas mãos do renomado engenheiro italiano Ampelio Macchi, atual CEO da SWM.

Confira o vídeo-teaser do primeiro modelo SWM a ser comercializado no Brasil. Em breve novas notícias sobre a moto e também sobre a parceria entre Muteki e SWM.