Autódromo de Interlagos completa 80 anos e ganha Ayrton Senna gigante

A equipe do MinutoMotor na pista de Interlagos com a Ducati Panigale V4 – Set 2019

Para comemorar os 80 anos de Interlagos, o muralista Eduardo Kobra preparou um mural para homenagear Ayrton Senna. A instalação tem 27 metros de altura por 10 metros de largura. A obra foi concluída em março, mas devido à pandemia decidiu-se fazer o lançamento virtual hoje, 12 de maio. A obra “Ayrton Senna – Superação” no Autódromo José Carlos Pace – nome oficial – é uma iniciativa conjunta de Eduardo Kobra e da família Senna, com o apoio da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Turismo.

A instalações fica na lateral do Centro de Controle Operacional / Jose Cordeiro/SPTuris
A instalações fica na lateral do Centro de Controle Operacional / Jose Cordeiro/SPTuris

O ex-piloto, falecido no dia 1º. de maio de 1994, é uma das grandes referências de Kobra. É o “personagem” que mais aparece nas obras do conhecido artista urbano brasileiro: são 11 murais, além de uma tela, de pequeno, médio e grande porte, o último deles no autódromo de Ímola, na Itália. “Cheguei a pensar em suspender tudo, devido a essa terrível pandemia que acontece no mundo inteiro, mas achei que Senna, com seu exemplo de resiliência, é um símbolo ainda mais importante em um momento tão difícil como este. Por isso escolhi para retratar no mural o instante icônico de 24 de março de 1991, quando, após correr a parte final da prova apenas com a sexta marcha do carro, Senna chega extenuado ao pódio e, juntando suas últimas forças, consegue erguer com a mão direita a taça da vitória”, diz.

O painel Ayrton Senna foi feito pelo grafiteiro Eduardo Kobra / Jose Cordeiro/SPTuris
O painel Ayrton Senna foi feito pelo grafiteiro Eduardo Kobra / Jose Cordeiro/SPTuris

Segundo Kobra, “Senna transformou o ato de pilotar carros de corrida em, além de um esporte, uma verdadeira arte, que encantava a todos”. Ele acrescenta: “em todos os murais que faço no mundo pinto a bandeira do Brasil, o que é influência direta do orgulho que Ayrton Senna tinha de carregar a bandeira brasileira após as provas e principalmente do desejo que ele tinha de compartilhar com todos os brasileiros as suas conquistas”.

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.