BMW E SENAI-SP: PREPARANDO PROFISSIONAIS PARA O FUTURO

BMW E SENAI-SP: PREPARANDO PROFISSIONAIS PARA O FUTURO

Com investimentos na casa dos R$ 4 milhões –R$ 3 milhões em instalações, área construída e infraestrutura, e mais R$ 1 milhão em equipamentos e produtos –, a Academia BMW Group Brasil SENAI-SP surge para atender um complexo panorama de negócios e com forte expectativa de crescimento. “Esta co-training tem a missão de levar a um nível superior a questão da capacitação profissional nas áreas autônoma, conectada, eletrificada e compartilhada no País”, explica Helder Boavida, presidente da BMW do Brasil.

Ou seja, o novo centro de treinamento conta tecnologia de última geração para formação de profissionais em veículos elétricos e híbridos, sistemas de diagnóstico e programação, assim como agrega ferramental voltado para reparação de carrocerias feitas de alumínio.

Com uma área de 1.000 m², a edificação está em anexo às dependências da Escola SENAI-SP do Ipiranga. A previsão é atender 2.700 pessoas/ano, sendo 1.500 profissionais da própria rede BMW e as outras 1.200 vagas estarão disponíveis para a comunidade. Os primeiros treinamentos acadêmicos começam a partir da 2ª quinzena de janeiro de 2019. A inauguração do complexo aconteceu em 29 de outubro.

O novo local também está capacitado para treinar profissionais da rede BMW e alunos do SENAI–SP em tecnologias assistentes de condução semiautônoma presentes em veículos como o BMW X3 M40i, produzido na fábrica do BMW Group em Araquari (SC). O novo centro de treinamento oferecerá também capacitação técnica para as novas tecnologias em produtos e serviços das marcas BMW, MINI e BMW Motos.

Esta iniciativa ainda permitiu a unificação das áreas de capacitação específica de funilaria e pintura, de mecânica e eletrônica embarcada, além de favorecer a logística, reduzindo o tempo de deslocamento de equipamentos e de pessoal.

Para Paulo Skaf, presidente do SENAI-SP, o Brasil precisa estar mais conectado nas grandes mudanças tecnológicas no mundo. “A quarta revolução deverá chegar logo ao País. Por isso já estamos preparando a mão de obra do futuro”, completo Skaf.

SALÃO DO VEÍCULO ELÉTRICO REÚNE NOVIDADES EM SP


O Salão do Veículo Elétrico Latino-Americano trouxe a São Paulo soluções, iniciativas e serviços para auxiliar no crescimento da mobilidade e do mercado de elétricos no país provou. Deixou claro que eletrificação é o futuro da indústria automotiva. Neste ritmo, elétrico, o evento se consolidou como a maior plataforma de debate, impulsão e desenvolvimento da mobilidade elétrica na América Latina. O novo espaço – Transamerica Expo Center – atraiu 50 marcas e permitiu que mais de cinco mil participantes conhecesse a diversidade da mobilidade elétrica tivessem contato com novos produtos e a oportunidade de participar de um test-drive. Além das novidades, uma bela expectativa de crescimento para o segmento. Até 2030, de 15% a 30% dos veículos vendidos no País conterão algum tipo de eletricidade. O VE Latino Americano 2019 já tem data definida. Acontece de 17 a 19 de setembro, no mesmo Transamerica.

Espalhadas por cerca de 6000 m², marcas como Toyota, Lexus, Volvo, Mercedes, Renault, BYD, Siemens e Eletra marcaram presença no evento, exibindo seus modelos híbridos e elétricos. “Este ano, pudemos apresentar o Prius híbrido flex, primeiro protótipo do mundo, ainda em fase de teste, mas que já gerou muita expectativa de quem visitou nosso estande. Sentimos que, esse ano, a feira está mais organizada, profissional, com um público interessante. Para nós, é muito importante participar, pois temos a oportunidade de disseminar a tecnologia híbrida para o público”, comentou Thiago Sugahara, chefe de departamento para assuntos governamentais da Toyota. Já a Lexus fez o lançamento do NX300, SUV de luxo da marca japonesa.

A Volvo aproveitou o salão para apresentar os modelos híbridos XC90 e XC60. O primeiro, inclusive, esteve disponível para teste drive. “É bem diferente. O carro é silencioso, tem uma outra pegada. Gostei muito da experiência”, contou Jonas Pereira dos Santos, instrutor de elétrica na Auto Jonas Elétrica e Treinamentos. Já o XC60 foi apresentado em primeira mão durante o evento. Em função de sua popularidade, a Volvo decidiu lançar seu modelo mais vendido no mundo – o XC60 -, em versão híbrida.

A área de teste drive, aliás, foi uma das principais atrações do evento, com cerca de 1300 testes entre veículos e motos. A Riba aproveitou a feira para anunciar o lançamento de seu aplicativo de scooters elétricas compartilhadas, que inicia em novembro, na capital paulista, por apenas R$0,59 o minuto de uso.

Já a experiência com bicicletas elétricas, diciclos, patinetes e outros levíssimos eletrificados também não ficou para trás e movimentou o pavilhão com mais de 500 testes. Além disso, o público pode experimentar o kart elétrico e a pilotagem de drones. O piloto de Fórmula-E, Lucas Di Grassi também marcou presença no evento, e falou sobre o lançamento da bicicleta de sua marca. “Decidi investir na mobilidade elétrica e, há um ano e meio iniciamos o desenvolvimento da bicicleta em parceria com a CBMM. Após um período de testes, estamos prontos para de fato entrar no mercado com a proposta que pensamos inicialmente, que é a do aluguel mensal de R$ 190”, contou o piloto.

Para nortear e iluminar o caminho do segmento, a consultoria McKinsey apresentou um estudo inédito sobre os veículos elétricos no Brasil e no mundo e as perspectivas para os próximos 12 anos. A projeção que até 2030, de 15% a 30% dos veículos vendidos terão algum tipo de eletricidade. “O Brasil vende dois milhões de carros por ano, e apenas 3000 são elétricos. Apesar disso, começamos a enxergar algumas mudanças de comportamento, incentivo da indústria e investimento em novas tecnologias. Por isso precisamos entender o que precisa ser melhorado para avançarmos ainda mais”, revelou Bernardo Ferreira, sócio associado da McKinsey.

CARRO ELÉTRICO: REALIDADE TAMBÉM NO BRASIL?

Na Europa, a frota de veículos elétricos e híbridos já ultrapassou a casa de 1 milhão de unidades. Se o ritmo de vendas se mantiver, o ‘Velho Continente’ terá este ano mais 430 mil carros verdes rodando em seu território. Já no Brasil a realidade é bem diferente. Mas há esperança de crescimento para o segmento. As montadoras instaladas no País estão se movimentando, haverá muitas discussões sobre o assunto – Seminário da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EBPII) e 14ª Plataforma Latino-Americana de Veículos Híbridos-Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias – e o por fim, o Governo Federal irá baixar o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para carros elétricos e híbridos.

A nova tabela de IPI entrará em vigor em 1º de novembro. Atualmente os veículos elétricos pagam 25% de imposto, enquanto híbridos pagam entre 7% e 25%, isso de acordo com a capacidade volumétrica do motor. Agora o novo critério de redução da carga tributária é baseado na eficiência energética e no peso do veículo. A medida foi aprovada pelo Governo em julho, como parte do Rota 2030, novo regime automotivo para o mercado brasileiro. Com novas regras o mercado interno verá a chegada de outras marcas/modelos ao segmento, com o Nissan Leaf e o GM Bolt, ambos confirmados para 2019. O novo BMW i3 já é uma realidade e pode ser adquirido sob encomenda. Custa a partir R$ 200 mil.

Balanço
Em 2016, um ano fraco em vendas no mercado automotivo, foram vendidos 1.091 modelos híbridos ou elétricos no Brasil. Pode parecer pouco, mas era um volume 28,95% melhor do que o de 2015, quando 846 unidades de modelos deste tipo foram comercializados, segundo a Associação Nacional de Veículos Automotores (Anfavea). Ainda que a indústria automobilística brasileira não pareça ter grande simpatia por essa solução, as vendas desses modelos em triplicaram em 2017, em relação ao ano anterior, chegando a 3.296 unidades.

Com olhos no futuro, não podemos desprezar as opções oferecidas pelas montadoras, entre elas Ford, Lexus, Toyota, Porsche e Volvo. Para ajudar em uma escolha consciente, a KBB Brasil levantou o preço de todas as versões de modelos híbridos e elétricos (carros de passeio) vendidos no Brasil. Confira a lista abaixo:

 

MODELO / VERSÃO PREÇO KBB Preço KBB

Chave-na-mão*

TOYOTA PRIUS 2018 HIBRIDO 1.8 16V 134 CV R$ 123.435 R$ 129.682
LEXUS CT 2018 200h ECO 1.8 16V 136 CV R$ 132.356 R$ 138.960
LEXUS CT 2018 200h LUXURY 1.8 16V 136 CV R$ 149.468 R$ 156.756
LEXUS LS 2018 500H 3.5 V6 420 CV R$ 741.000 R$ 771.950
FORD FUSION 2018 TITANIUM HYBRID 2.0 16V AT 190 CV R$ 152.855 R$ 160.279
PORSCHE CAYENNE 2018 S E-HYBRID PLATINUM 4X4 3.0 V6 TIP 416 CV R$ 413.700 R$ 431.558
PORSCHE PANAMERA 2018 4 E-HYBRID 2.9 462 CV R$ 521.065 R$ 543.217
PORSCHE PANAMERA 2018 4 E-HYBRID SPORT TURISMO 2.9 462 CV R$ 533.870 R$ 556.534
PORSCHE PANAMERA 2018 4 E-HYBRID EXECUTIVE 2.9 462 CV R$ 545.690 R$ 568.827
PORSCHE PANAMERA 2018 TURBO S E-HYBRID 4.0 550 CV R$ 1.214.505 R$ 1.264.395
PORSCHE PANAMERA 2018 TURBO S E-HYBRID EXECUTIVE 4.0 V8 PDK8 550 CV R$ 1.223.370 R$ 1.273.614
PORSCHE PANAMERA 2018 TURBO S E-HYBRID SPORT TURISMO 4.0 V8 PDK8 680 CV R$ 1.193.820 R$ 1.242.882
VOLVO XC90 2018 EXCELLENCE T8 Drive-E HYBRID AWD 2.0 BI-TB AT8 407 CV R$ 497.604 R$ 518.818
VOLVO XC90 2018 INSCRIPTION T8 7LUG Drive-E HYBRID AWD 2.0 BI-TB AT8 407 CV R$ 429.555 R$ 448.047
VOLVO XC90 2018 INSCRIPTION T8 Drive-E HYBRID AWD 2.0 BI-TB AT8 407 CV R$ 415.021 R$ 432.932
*Valor incluso preço referente ao IPVA, DPVAT, Emplacamento e Custos de Transporte e Administrativos referentes ao estado de São Paulo.

Obs.: Todos os valores foram retirados do site KBB.com.br, em julho de 2018.

Vale ressaltar que a 14ª Plataforma Latino-Americana de Veículos Híbridos-Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias acontece no Transamerica Expo Center, em São Paulo, entre 17 e 19 de setembro. Mais importante evento do segmento na América Latina, a feira será um ambiente ideal para o fortalecimento do networking do setor, disseminando conhecimento, novas tecnologias e gerando negócios que tenham potencial para tornar as cidades mais inteligentes e sustentáveis. O evento é dividido em duas frentes: Congresso e Exposição, na qual serão apresentadas todas as soluções para mobilidade urbana, infraestrutura e políticas para veículos sem combustão. Mais informações, acesse: www.velatinoamericano.com.br

ELÉTRICO E SOB ENCOMENDA, NOVO BMW I3 CUSTA R$ 199.950

O novo i3 – automóvel totalmente elétrico da BMW – desembarca no País renovado visualmente e ainda mais eficiente. O modelo está disponível sob encomenda nas versões i3 REX, com preço sugerido de R$ 199.950, e i3 REX Connected, que parte de R$ 211.950, e REX Full, por R$ 239.950. O carro foi apresentado no segundo semestre de 2013 e lançado no mercado nacional em setembro de 2014. “O BMW i3 se tornou uma referência quando o assunto é motricidade eletrificada, conectada e compartilhada. E acreditamos que esta nova versão, atualizada, tem todos os atributos para cativar consumidores brasileiros ávidos por tecnologia e sustentabilidade”, ressalta Nina Dragone, Diretora de Marketing e Produtos da BMW do Brasil. “O cliente brasileiro poderá encomendar o carro com cores e a versão que desejar, tendo mais liberdade de escolha”, reforça a executiva.

O novo BMW i3 está equipado com motor elétrico, batizado de BMW eDrive, capaz de entregar 170 cv de potência e 255 kgf.m de torque, transmissão automática continuamente variável, tração traseira e baterias de alta voltagem de íons de lítio. Nesta configuração, o novo i3 REX terá 180 quilômetros de autonomia no modo exclusivamente elétrico (até 235 quilômetros no ciclo NEDC), e mais 150 km, com a ajuda do extensor de autonomia (REX), que agrega um motor a gasolina compacto, de 647 cm³, originalmente da moto F 650 GS. Os motores elétricos e à combustão interna ficam posicionados sobre o eixo traseiro, acompanhados do sistema de transmissão. As baterias de íons de lítio, por sua vez, estão acomodadas embaixo do assoalho, entre os eixos do veículo. O Novo BMW i3 acelera de 0 (zero) a 100 km/h em 8,2 segundos e atinge a velocidade máxima de 150 km/h.

Design icônico
Na parte externa do elétrico da BMW, o i3 ganhou novo desenho do para-choque dianteiro, por exemplo, ressalta a percepção de largura da seção frontal do veículo. Na traseira, as novidades ficam por conta do para-choque, mais robusto e de apelo esportivo, e do novo friso horizontal metálico que atravessa a porta traseira de lado-a-lado. Emblemas com a inscrição “eDrive” e “i3”, posicionados nas extremidades da tampa do porta-malas, também evidenciam a percepção de largura. O perfil do modelo é ressaltado pela coluna A e pela linha do teto, que exibem pintura diferenciada na cor preta, e de acabamento acetinado. O conjunto óptico é formado por faróis com lâmpadas Full LED e luzes indicadoras de direção, também em LED, com desenho horizontalizado, mais harmônico, e que substitui as anteriores, de formato circular.

Por dentro, os destaques ficam por conta do acabamento Design Suite, com revestimento de couro Dalbergia Brown, e da prancha de madeira Eucalyptus que decora o painel. O interior do Novo i3 utiliza materiais naturais e sustentáveis, e que ressaltam a característica premium do veículo. O couro que reveste os bancos conta com tratamento natural, que oferece qualidade superior e, consequentemente, sensação ao toque excepcional, características da BMW. A madeira aplicada ao painel de instrumentos é originária de eucaliptos cultivados e certificados na Europa. Indo além, 25% dos plásticos usados no interior do i3 é reciclado e contribui para a redução das emissões de CO2 e para a conservação dos recursos naturais.

Na lista de equipamentos de série do Novo BMW i3 os destaques ficam por conta do teto solar de cristal e acionamento elétrico, do sistema de áudio Harman Kardon, e do assistente de estacionamento (Parking Assistant), com câmera de ré e sensores de obstáculos dianteiro e traseiro. As tecnologias Comfort Access e Driving Assistant Plus completam a gama de recursos à disposição do condutor. E assim como outros modelos da BMW, o novo compacto elétrico incorpora o sistema ConnectedDrive, um conjunto de funcionalidades acessível por meio de um SIM Card – o mesmo utilizado em telefones celulares – e que permite conexão à internet assim que o veículo deixa a linha de produção. A tecnologia oferece acesso às informações de trânsito em tempo real e notícias personalizadas; envio e recebimento de e-mails e alertas de manutenção de componentes (Teleservices).

Por meio do recurso Concierge é possível solicitar reservas em hotéis, consultar cotações de moedas estrangeiras e recomendações sobre restaurantes; a Chamada de Emergência Inteligente auxilia os ocupantes quando mais precisam, em caso de acidente. Nos veículos elétricos, o BMW ConnectedDrive indica os pontos de recarga para veículos BMW i, de utilização pública, disponíveis em shoppings, postos, supermercados, restaurantes e hotéis. Ainda é possível visualizar no mapa a autonomia do veículo elétrico, que considera o histórico de consumo, a informação de trânsito e a topografia do terreno para definir se haverá necessidade de recarga durante o percurso.

Desde 2015, o BMW Group Brasil vem firmando parcerias com grandes empresas, como a Multiplan, Iguatemi, Grupo Pão de Açúcar e Ipiranga para a instalação de pontos de carregamento de veículos elétricos e híbridos em postos de combustíveis, supermercados e shopping centers nas principais capitais do Brasil. Ao todo, são cerca de 80 pontos públicos de recarga distribuídos em todo o território nacional. Mais recentemente, o BMW Group Brasil firmou uma parceria com a empresa de energia EDP Brasil para a construção do primeiro corredor com postos de carregamento para veículos elétricos e híbridos que interligará as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Há eletropostos na Rede Graal, nas Complexo Anhanguera-Bandeirantes, em São Paulo.