VÍDEO: Com preço inicial de R$ 5 milhões, as seis unidades do novo McLaren 765LT já foram vendidas

A McLaren São Paulo entregou 19 veículos em 2020, ante 28 modelos no ano anterior. O fechamento temporário do showroom durante o período de quarentena determinado pelas autoridades e a paralisação da linha de produção durante mais de três meses foram determinantes para dificultar a repetição do desempenho de 2019. Porém o ano inicia com dois novos modelos em sua linha de produtos. E um deles já está esgotado: as seis unidades do supercarro McLaren 765LT (produção limitada a 765 unidades) chegam este mês já vendidos. O outro modelo é o Artura, projeto totalmente novo da McLaren, ou seja, o primeiro supercarro híbrido de alto desempenho de produção em série da McLaren. Mas nosso foco hoje é o McLaren 765LT, que tem o valor inicial de R$ 5 milhões.

O McLaren 765LT é capaz de chegar a 330 km/h e de acelerar de 0 a 200 km/h em apenas 7 segundos (a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 2,8 segundos). Desenvolvido a partir do 720S, ele tem diversos componentes da carroceria feitos de fibra de carbono para diminuir peso (mais precisamente, em 80 quilos), permitindo que o motor V8 biturbo de 4 litros com 765 cv de potência máxima entregue um desempenho ainda superior.

“O McLaren 765LT teve sua cota para o Brasil, de seis unidades, totalmente vendida antes mesmo de o carro chegar ao País. É um fato inédito na McLaren São Paulo e muito significativo, principalmente pela faixa de preço e por ser um modelo de produção limitada. Isso mostra que em menos de três anos de operações estabelecemos uma relação de confiança junto aos compradores de McLaren. A linha de produtos terá novidades em 2021 e isso certamente vai trazer novos clientes, além de fidelizar os que já aderiram à marca”, explica Henry Visconde, presidente da McLaren São Paulo.

Vendas − Em 2020, a McLaren São Paulo entregou 19 veículos a seus clientes. Fatores como o fechamento temporário do showroom durante o período de quarentena determinado pelas autoridades e a paralisação da linha de produção durante mais de três meses foram determinantes para dificultar a repetição do desempenho de 2019, quando foram comercializados 28 McLaren zero quilômetro. Em 2018, ano de abertura da importadora, foram 14 carros vendidos entre maio (mês da inauguração do showroom) e dezembro. A McLaren São Paulo estima ter potencial para vender entre 20 e 25 automóveis ao longo de 2021.

Crédito de fotos: Edison Carvalho / Divulgação

Os mais vendidos – A exemplo dos anos anteriores, o McLaren 720S foi o modelo mais comercializado da marca no Brasil em 2020: seis unidades , sendo quatro da versão Coupé e duas da conversível Spider. As vendas entre janeiro e dezembro de 2020 foram distribuídas entre os seguintes modelos:
720S Coupé – 4
720S Spider – 2
McLaren GT – 3
600LT Spider – 3
570S Coupé – 3
540C Coupé – 3
Senna GTR – 1