Construída em casa, moto com motor Ford já rodou por 10 países da América Latina

Sobre cada moto há uma história. Mas para trilhar seu próprio caminho sobre duas rodas Márcio Laurindo de Almeida teve de realizar um antigo sonho, o de construir sua própria moto. Do chassi de uma velha Lambreta 1960, tubo de antena de TV e muitas outras peças adaptadas de carros e motos, Marcio criou um modelo artesanal que consumiu 30 meses de trabalho árduo, justamente pela falta de recursos e de peças. Moto feita de sonhos, homenagens e muitas doações.

A construção demorou 30 meses e a moto recebeu peças de vários outros veículos / Fábio Coppedé

Não é a mais bonita do mundo, mas foi com ela que Márcio realizou muitos sonhos. Rodou 150 mil quilômetros por dez países da América Latina. Foram 100 mil quilômetros em solo brasileiro e mais 50 mil quilômetros cruzando Uruguai, Paraguai, Argentina, Chile, Peru, Bolívia, Venezuela, Guiana Inglesa, Equador e Colômbia.

Com sua criação chegando em Puerto Suárez, na Bolívia / Arquivo Pessoal

“Recebi a ajuda de muitos amigos que dedicaram tempo, dinheiro e peças. Hoje, todos eles viajam na minha garupa. Parece até brincadeira, mas em qualquer lugar que eu vá há um ‘doador de órgãos’ para a minha moto”, conta, bem-humorado, o eletricista de automóveis de 53 anos e que mora em Araçoiaba da Serra, no interior do estado de São Paulo. Em homenagem a sua mãe vitimada de câncer, Márcio prometeu conhecer todos os países da América Latina a bordo de sua criação. Confira acima o vídeo dessa incrível história deste eletricista que construiu sua própria moto!

A moto de Márcio conta com motor Ford 1.6l e câmbio de quatro velocidades VW / Fábio Coppedé

FICHA TÉCNICA
MOTO ARTESANAL

30 meses de construção
Motor – 1.6l, da Ford
Câmbio – 4 velocidades, da VW
Convertido de álcool para gasolina
Consumo – 23 Km/l
Autonomia – Superior a 600 Km
Tanque – Artesanal – 30 litros
Chassi – Tubular
Cabos de aço – Loja de material de construção
Suspensões:
Dianteira – Bengalas de Honda 400 Falcon
Traseira – Amortecedores de Yamaha Fazer
Rodas e pneus:
Dianteira – Roda traseira Honda Shadow 600, pneu Metzeler
Traseira – Roda de VW Fusca raiada, pneu de carro
Corrente – Honda CB 400
Coroa – Honda CB 400 e CB 750
Pinhão é maior que a coroa
Protetor de escape – Telha de amianto
Punhos – Honda
Velocímetro – Dafra
Entre-eixos – 1,7 metros
Peso – 360 quilos

Campanha de prevenção ao câncer de mama do Outubro Rosa / Reprodução

É por esse e por tantos outros relatos que temos o dever de divulgar as ações do “Outubro Rosa”, campanha de conscientização que tem como objetivo alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), este ano teremos quase 60 mil novos casos de câncer de mama no Brasil. Prevenção é palavra-chave para combater esta doença que atinge 1,4 milhões de mulheres e homens em todo o mundo. Por isso, a mulher precisa se cuidar. Mas não esqueça: sempre haverá uma mulher importante na sua vida: mãe, esposa, irmã, filha, tia, prima, afilhada etc.

2 Comentários

  1. Dani

    Espetacular… sua construção, seu sonho, só depende do seu empenho e de sua garra. Parabéns Márcio Laurindo!

    Responder
  2. Joao

    Márcio é meu amigo, é um dos caras geniais q conheci, capaz de fazer de qualquer metal uma obra, a moto é linda, longa, sucesso com os apreciadores e n apreciadores.
    Parabéns amigo vc é d+.

    Responder

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.