CRESCE VENDAS DA HONDA POP 110i NOS GRANDES CENTROS

Conhecida por sua praticidade, fácil pilotagem e preço acessível (R$ 5.598), a Pop 110i é, com certeza, o modelo mais econômico da linha Honda. Pode rodar até 50 km com um litro de gasolina. Ferramenta de mobilidade que garante o ir e vir de pessoas que vivem em pequenas cidades do interior, agora o modelo está ganhando importância também nos grandes centros, segundo a montadora. Muito provavelmente em função da crise e a necessidade de buscar novas oportunidades com agilidade e economia. A pequena motinho foi lançada há 12 anos como Pop 100. Ao longo deste tempo já ultrapassou a marca de 1 milhão de unidades produzidas no Polo Industrial de Manaus (PIM) e apresentou evolução tecnológica.

Há exatos três anos, a nova Pop ganhou sistema de injeção eletrônica e um moderno motor de 110 cm³ de capacidade, além de mudanças no visual. A Pop 110i ficou mais “esperta” em função do ganho de potência (7,9 cv) e torque (0,90 kgf.m). Desde julho de 2015, quando foi lançada, a Pop 110i já atingiu o marco de 312 mil unidades produzidas em Manaus (AM). É o quarto modelo mais vendido do País, só perde para as Honda CG, NXR 160 Bros e Biz.

Com bom custo-benefício e baixo custo de manutenção, o modelo foi criado para ampliar o acesso à mobilidade em todas as regiões do Brasil. O maior mercado deste do modelo é o Nordeste, com 70% das vendas; seguido pela região Norte, com 22,5%. Sudeste, Centro-Oeste e Sul representam 4,3%, 2,6% e 0,5%, respectivamente.

Apesar de a representatividade ser maior no Nordeste, a região Sudeste vem apresentando importantes resultados. A Grande São Paulo, por exemplo, registrou crescimento de 70% nos emplacamentos do modelo no período de janeiro a agosto de 2018 com relação ao mesmo intervalo de tempo em 2017. Outra localidade que vem se destacando é a capital mineira, Belo Horizonte, que registrou 27% de aumento nas vendas no mesmo período. Será que os moradores dos centros urbanos estão vendo na Pop 110 uma opção barata para fugir do transporte público ineficiente, do elevado preço da gasolina e, consequentemente, da crise econômica?

Entre as modalidades de pagamento, o consórcio se destaca, com 61% de participação, seguido pela compra à vista, com 24%. Já o CDC (Crédito Direto ao Consumidor) fica com 14% das vendas do modelo. Guardando as devidas proporções, a Pop 110i é para o Norte/Nordeste o que a Vespa foi para a Itália e Europa. Ou seja, um veículo que serve para locomoção e geração de pequenos negócios, com muita economia e baixa manutenção.

FOTOS: Renato Teixeira / MinutoMotor

 

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.