Desenvolvido na China, Ford Territory chega para esquentar a briga entre os SUVs

Os preços do novo SUV da Ford variam entre R$ 165.900 e R$ 187.900 / Divulgação
Os preços do novo SUV da Ford variam entre R$ 165.900 e R$ 187.900 / Divulgação

Em agosto do ano passado, a equipe do MinutoMotor flagrou o Ford Territory rodando pelos arredores da av. 23 de Maio, zona Sul de São Paulo. Agora, com seu lançamento oficial, o novo SUV deixou evidente a disposição da montadora norte-americana de competir, de verdade, entre os utilitários esportivos médios. A concorrência é formada por Jeep Compass, seguido de longe por modelos como Volkswagen Tiguan, Chevrolet Equinox, Kia Sportage, Caoa Chery Tiggo 7, Peugeot 3008 e Mitsubishi Eclipse Cross. Além do design imponente, a Ford pretende mostrar ao consumidor brasileiro que seu mais novo modelo traz outras credenciais, como generoso espaço interno e conforto, tecnologias de assistência ao motorista e bastante conectividade. Os preços do novo SUV variam entre R$ 165.900 e R$ 187.900.

A traseira conta com lanternas bipartidas e com iluminação de LED / Divulgação
A traseira conta com lanternas bipartidas e iluminação de LED / Divulgação

O Territory, desenvolvido em parceria com a Jiangling Motors Corporation, chega com a “chancela” da Ford e a responsabilidade de representar as tradições da marca norte-americana em SUVs. Produzido na fábrica chinesa de Xiaolan, o Territory desembarca no Brasil como modelo 2021 em duas versões, SEL e Titanium, ambas com motor 1.5 Turbo EcoBoost GTDI a gasolina, de 150 cavalos e transmissão automática CVT. A versão SEL vem com rodas de liga leve de 17 polegadas e pneus 235/55 R17, enquanto a Titanium se diferencia visualmente pelo teto pintado de preto, pelas rodas de liga leve de 18 polegadas com pneus 235/50 R18, pelas maçanetas cromadas e pelos retrovisores com luzes de aproximação e rebatimento elétrico.

O exterior do SUV Territory lembra o Land Rover Evoque / Divulgação
O exterior do SUV Territory lembra o Land Rover Evoque / Divulgação

No interior, com console central elevado e teto solar panorâmico elétrico de série, a versão SEL vem em um tom escuro, na cor Black Charcoal, e bancos com revestimento premium. O banco traseiro, além de um descansa-braço rebatível com porta-copo, conta com saídas do ar-condicionado automático digital e entrada USB. Já a Titanium tem interior claro, uma tendência em alta no segmento premium, parcialmente em couro, com um sistema de aquecimento e resfriamento para os passageiros da frente. Apliques de textura amadeirada reforçam requinte e porta-objetos de vários formatos contribuem para a conveniência a bordo.

O Territory traz boa dose de conectividade e itens de conforto no habitáculo / Divulgação
O Territory traz boa dose de conectividade e itens de conforto no habitáculo / Divulgação

Conectividade é um tema particularmente valorizado pelos consumidores de SUVs médios, e o Territory não quer fazer feio nesse aspecto. Sua central multimídia Sync Touch, desenvolvida exclusivamente para a América do Sul, tem a maior tela da categoria, de 10,1 polegadas, modos de exibição personalizados e conexão sem fio com Apple CarPlay. O carregador sem fio para celular no console, com a tecnologia “Qi” que permite dois modos automáticos de carregamento, é outra exclusividade entre os principais competidores. O Territory é o único entre os rivais diretos com um modem embarcado para acesso e comando remoto do veículo, usando o aplicativo FordPass no celular e o novo sistema FordPass Connect.

O motor turbo do SUV da Ford oferece 150 cv de potência máxima / Divulgação
O motor turbo do SUV da Ford oferece 150 cv de potência máxima / Divulgação

Conforme a Ford, o motor turbinado 1.5 EcoBoost, com intercooler, injeção direta de combustível e comando de válvulas variável acionado por corrente, foi calibrado especialmente para a gasolina e o estilo de dirigir dos brasileiros. Tem potência de 150 cavalos e torque máximo de 22,9 kgf.m, disponível na faixa de 1.500 a 4 mil rpm, com uma curva plana que garante boa disposição na cidade e na estrada. Ainda de acordo com a fabricante, a transmissão automática CVT, com relação continuamente variável, foi otimizada para o estilo de condução dos brasileiros, com respostas mais rápidas que favorecem a performance e o escalonamento suave. Ela conta com a opção de trocas manuais com 8 marchas simuladas. As modificações na versão exportada para a América do Sul incluíram buchas de suspensão, amortecedores e pneus.

Texto: Luiz Humberto Monteiro Pereira / AutoMotrix

O entre-eixos – com 2,71 metros – é o maior da categoria / Divulgação
O entre-eixos – com 2,71 metros – é o maior da categoria / Divulgação

Ficha Técnica
Ford Territory Titanium 2021

Divulgação
Motor: 1.5 Turbo EcoBoost GTDi a gasolina, quatro cilindros em linha
Diâmetro e curso: 79 mmx76 mm
Relação de compressão: 11,42:1
Potência: 150 cavalos (5.300 rpm)
Torque: 22,9 kgfm (de 1.500 a 4 mil rpm)
Transmissão: automática CVT com 8 marchas manuais simuladas
Tração: dianteira
Direção: assistência elétrica (EPAS)
Diâmetro de giro: 11,9 metros
Suspensão: dianteria McPherson e traseira Multilink
Freios: discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, sistema hidráulico com ABS e ESC
Rodas: Liga leve 18″ e pneus 235/50 R18. Estepe 4×18” de uso temporário
Dimensões: 4,58 metros de comprimento, 1,93 metro de largura sem espelho, 1,67 metro de altura, 2,71 metros de entre-eixos – a maior da categoria
Peso em ordem de marcha: 1.632 kg
Capacidade de carga: 388 kg
Número de passageiros: 5
Tanque de combustível: 52 litros
Preço: R$ 165.900 (SEL) e R$ 187.900 (Titanium)

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.