Especial Salão de Milão – Conheça as novas BMW F 900 XR e KTM 390 Adventure

A nova BMW F 900 XR pode chegar ainda no primeiro semestre no Brasil / Divulgação

Para encerrar a cobertura do Eicma 2019 – o maior salão de motos do mundo – mais duas marcas europeias prometem boas novidades para 2020. A alemã BMW irá trazer para o Brasil a inédita F 900 XR, além da nova versão da S 1000 XR. Já a KTM deve importar a 390 Adventure, pequena aventureira esportiva derivada da 390 Duke. Mais opções para os motociclistas que querem conforto, agilidade e bom desempenho na estrada.

Estilo, conforte e, de quebra, motor de dois cilindros que gera 115 cv de potência máxima  / Divulgação

Depois do sucesso da S 1000 XR, que também chegará ao Brasil revigorada, a BMW resolveu ampliar sua linha de motos com características trail e comportamento esportivo. Dessa forma nasce a F 900 XR. Com um desenho bastante atraente e, aparentemente, boa ergonomia, a moto está equipada um motor bicilíndrico paralelo que teve como base o utilizado pela F 850 GS, de 2018. Para a F 900 XR a cilindrada passou para 895 cc e a potência foi aumentada para 105 cv. Já o torque é de 9 Kgf.m já disponíveis a partir de 4.500 rpm.

Irmã caçula da S 1000 XR - que também foi atualizada -, a F 900 XR traz boa dose de eletrônica  / Divulgação

De série, a F 900 XR conta com dois modos de pilotagem – Rain e Road. Em um pacote mais completo, o modelo pode adotar os modos Dynamic e Dynamic Pro, além de contar com controle tração, ABS em curva, entre outros recursos tecnológicos. Na parte ciclística, suspensões reguláveis e freios a disco em ambas as rodas.

A nova aventureira esportiva da BMW pode ser um boa opção para longas viagens  / Divulgação

O modelo traz ainda embreagem deslizante e escape curto. O tanque de combustível tem capacidade para 15,5 litros. Já a iluminação é de LED e a nova aventureira esportiva alemã traz painel de instrumentos em TFT colorido de 6,5 polegadas, que pode ser pareado com o smartphone. Sua principal concorrente é a Yamaha Tracer 900 GT.

A KTM 360 Adventure chega em 2020 ao Brasil com design arrojado e motor de 44 cv  / Divulgação

KTM
Durante o Eicma, os engenheiros e designers da KTM ficaram empolgados com a receptividade dos jornalistas e do público com a nova 1290 Super Duke R, uma naked radical em termos estéticos, eletrônicos e desempenho: são 180 cv de potência máxima e 14 Kgf.m de torque. Mas para nós brasileiros uma outra moto chamou bastante a atenção. Não por seu design inovador, muito menos pela cavalaria, mas sim por sua proposta – a de ser uma pequena aventureira com características esportivas, já que tem como base a Duke 390 e seu motor de um cilindro de 44 cv de potência máxima.

O modelo traz roda aro de 19 polegadas na dianteira e pneu de uso misto  / Divulgação

Segundo a marca, a nova KTM 390 Adventure é ágil e fácil de pilotar, além de versátil na cidade, na estrada é serve até para encarar um off-road leve. Conta com quadro em treliça, tanque com capacidade para 14,5 litros, que confere ao modelo 400 km de autonomia. O peso à seco é de 158 Kg. Oferece ainda suspensões ajustáveis, rodas de liga leve (aro 19 polegadas na dianteira) e boa dose de eletrônica embarcada: controle de tração, ABS em curvas, painel com tela TFT interativa e farol de LED. No Brasil, sua principal concorrente é a Kawasaki Versys X-300, que deve ganhar em breve nova motorização, vide as atualizadas feitas na Ninja 400 e na Z 400.

O jornalista Aldo Tizzani, do MinutoMotor, viajou à convite do ITA - Italian Trade Agency (Agência para a internacionalização das empresas italianas).

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.