Especial Salão de Milão – Novas Kawasaki Z900 e Suzuki V-Strom 1050

A Z-H2 é uma das nakeds mais potentes do mundo, com 200 cv de potência / Foto: MinutoMotor/GalaxyNote10

Nos últimos anos a Kawasaki vem surpreendendo o mundo motociclístico por suas inovações, atualizações e, principalmente, na velocidade em que coloca seus produtos no mercado internacional, seja na Ásia, Europa ou no Brasil. Este ano, o Salão de Motos de Milão serviu para a marca japonesa mostrar o que há de melhor e mais moderno de sua linha “Z”. Os grandes destaques foram a Z-H2 (acima), naked com o potente motor de 200 cv de potência máxima, e a Z 1000 SX, uma “nave” para quem quer praticar o mototurismo com um desempenho mais esportivo.

Kawasaki Z 1000 SX: desempenho de esportiva e conforto de uma moto touring / Divulgação

Porém, com um olhar mais crítico, duas motos apresentadas no Eicma 2019 chamam a atenção, já que podem chegar logo ao nosso território: Z 650 e Z 900, que teve seu desenho atualizado, ganhou mais eletrônica, nova instrumentação e um motor mais eficiente. Por isso nosso foco será na 900. O modelo está equipado com motor de quatro cilindros em linha que gera 125 cv e tem quase 10 Kgf.m de torque. O chassi foi reforçado e as suspensões são totalmente novas. Tudo para garantir que a nova Z 900 não saia do trilho.

A naked da Kawasaki foi totalmente repaginada: desenho, eletrônica e motor / Divulgação

Em termos de tecnologia embarcada, a Z 900 conta com quatro modos de pilotagem – Sport, Road, Rain e Rider (configurável) – que atua diretamente na forma de como o motor entrega potência e também na efetiva intervenção do controle de tração, oferecendo maior segurança na tocada.

A Z 900 traz um belíssimo painel com tela TFT, de 4,3 polegadas / Divulgação

A naked traz iluminação de LED e um completo painel de instrumentos com tela TFT colorida, de 4,3 polegadas, que se adapta automaticamente as diferenças de luminosidade. Como nos modelos topo de linha, a Z 900 também conta com o aplicativo Kawasaki Rideology, que tem conexão via Bluetooth. Dessa forma o piloto terá todas as informações de sua moto na palma da mão.

Suzuki V-Strom 1050 ganhou novo design e motor mais potente / Foto: MinutoMotor/GalaxyNote10

SUZUKI
A casa de Hamamatsu renovou completamente sua bigtrail, apesar do design lembrar a antiga DR 800, de linhas mais retas e angulosas. Porém a fabricante ‘vende’ a nova V-Strom 1050 como a “top das aventureiras”, em função de ser um modelo pronto para encarar todo tipo de terreno. O motor bicilíndrico mantém a sua arquitetura em V a 90º, porém agora com 1037 cc, que gera 107 cv de potência e 10 Kgf.m de torque. O modelo faz 20 Km/litro, segundo o fabricante.

A bigtrail japonesa conta com iluminação de LED e painel com tela LCD / Divulgação

Em termos de tecnologia, a V-Strom 1050 conta com três modos de pilotagem, que interagem automaticamente com o controle de tração (que pode ser ajustado em três níveis ou desligado, para uma pilotagem off-road). A moto traz iluminação de LED, painel LCD e tomada USB para carregar equipamentos eletrônicos.

O jornalista Aldo Tizzani, do MinutoMotor, viajou à convite do ITA - Italian Trade Agency (Agência para a internacionalização das empresas italianas).

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.