Fabricado no Brasil, novo Corolla Cross quer a liderança entre os SUVs médios

O novo Toyota Corolla Cross entra na briga direta pela liderança da categoria SUV (médios), hoje dominada pelo Jeep Compass. O modelo utiliza a mesma plataforma do sedã, a TNGA, e vem em quatro versões, duas híbridas bicombustível. Para o desenvolvimento e as operações de linha de montagem do novo carro, foi investido R$ 1 bilhão na fábrica de Sorocaba (SP), inaugurada em 2012. A expectativa da Toyota é que o Corolla Cross atinja ainda este ano uma média de 3.500 unidades mensais vendidas no Brasil – pouco mais de mil serão destinadas à exportação. Com motores 2.0 flex, o Corolla Cross terá as versões XR, com preço de R$ 139.990, e a XRE, a R$ 149.990. Nas duas híbridas, com motor 1.8 flex e dois elétricos, o novo utilitário esportivo terá a XRV com preço de 172.990 e a XRX, a R$ 179.990. Por ocasião do lançamento, será oferecida ainda a Special Edition da versão XRX, com preço de R$ 183.980. Ela acrescenta carregador por indução para celular e alguns acessórios, como estribo, soleira nas portas e bandeja no compartimento de carga.

Além do nome e da plataforma, o Corolla Cross herda do sedã as duas opções de propulsores. O motor 2.0L Dynamic Force de quatro cilindros e 16V conta com comando de válvulas variável inteligente VVT-iE. Rende 177 cavalos de potência abastecido com etanol e 169 cavalos com gasolina, ambos a 6.600 rotações por minuto. O torque máximo abastecido com etanol ou gasolina é de 21,4 kgfm a 4.400 rpm. A transmissão é a Direct Shift de 10 marchas. Os engenheiros acoplaram uma engrenagem mecânica que atua na arrancada do veículo, melhorando a aceleração em primeira marcha. Conforme a Toyota, as versões “comuns” do Corolla Cross aceleram de zero a 100 km/h em 10,5 segundos.

Híbridos – As versões híbridas utilizam o motor 1.8L VVT-i 16V com 101 cavalos de potência a etanol e 98 cv a gasolina, os dois a 5.200 giros, com 14,5 kgfm de torque a 3.600 rpm. O propulsor funciona em conjunto com dois elétricos (MG1 e MG2) de 72 cavalos de potência e 16,6 kgfm de torque instantâneo. A bateria de níquel-hidreto metálico está localizada embaixo do banco traseiro. A transmissão Hybrid Transaxle atua por meio da chamada engrenagem planetária, eliminando perdas e atritos. As versões híbridas aceleram de zero a 100 km/h em 13,4 segundos. A fabricante também não revelou a velocidade final dessas configurações. Todas as versões do Corolla Cross têm as mesmas dimensões, com 4,46 metros de comprimento, 1,82 metro de largura, 1,62 metro de altura e generosos 2,64 metros de distância de entre-eixos. O porta-malas comporta 440 litros sem o rebatimento do banco traseiro.

Para a concepção do Corolla Cross, a Toyota afirma que levou em consideração quatro pontos essenciais: a robustez urbana, o amplo espaço, a dirigibilidade e a segurança. São sete airbags e câmera de ré em todas as versões, além do sistema de segurança ativa Toyota Safety Sense, disponível nas configurações híbridas. As tecnologias incluídas nesse pacote são o Sistema de Pré-Colisão Frontal, o Sistema de Assistência de Permanência de Faixa com função de Alerta de Mudança de Faixa, os faróis altos automáticos e o Controle de Cruzeiro Adaptativo (ACC), semelhante ao “cruise control”, que permite a condução a uma velocidade constante pré-determinada. O ACC utiliza o radar de ondas milimétricas montado na grade frontal e a câmera projetada a bordo para detectar veículos, calcular sua distância e ajustar a velocidade para ajudar a manter uma distância segura.

Conforto, tecnologia e segurança – No interior do Corolla Cross, todo o acabamento é disposto horizontalmente até se conectar com as portas, dando uma sensação maior de amplitude. O console central tem espessura mais grossa e é sustentado por duas hastes nas extremidades com acabamento na cor prata. O volante de três raios com controles de áudio e computador de bordo tem acabamento em couro. A “top” XRE conta ainda com aletas para trocas de marcha manuais (paddles shifts). O painel de instrumentos nas versões XR, XRE e XRV Hybrid têm três mostradores: um circular, no centro, para visualizar o velocímetro e o nível de combustível, um semicircular do lado esquerdo, com informações do conta-giros (nas XR e XRE) e o indicador do sistema híbrido (na XRV Hybrid) e o termômetro do motor para ambas abaixo do semicírculo, e uma tela de TFT de 4,2 polegadas colorida do lado direito, com computador de bordo. Já a XRX Hybrid tem uma tela de TFT digital colorida de 7 polegadas no centro do painel, exibindo o velocímetro e as informações do computador de bordo.

O Corolla Cross conta com boa lista de itens de conforto, conveniência, tecnologia e segurança. Desde a versão de entrada XR, o modelo vem com ar-condicionado digital automático com duto traseiro, banco do motorista com regulagem para seis ajustes, direção eletroassistida progressiva, freio de estacionamento no pedal, retrovisores externos eletro-retráteis e rebatimento automático ao fechar o veículo e pisca integrado, modo de seleção de condução “Sport” (XR e XRE), rack de teto longitudinal e sistema de áudio central multimídia Toyota Play com tela sensível ao toque de 8 polegadas, rádio AM/FM, função MP3, entrada USB, Bluetooth, conexão para smartphones e tablets com Android Auto e Apple CarPlay.

Já as versões XRE, XRV Hybrid e XRX Hybrid adicionam sistema de destravamento das portas por sensores na chave (Smart Entry), sistema de partida por botão (Start Button/Push Start) e limpador do para-brisa com sensor de chuva. As híbridas têm modo de seleção de condução “Power”, enquanto somente a XRX Hybrid tem ar-condicionado digital automático Dual Zone com sistema S-Flow e saída traseira, banco do motorista com regulagem elétrica para oito posições e teto solar elétrico com função antiesmagamento.

Texto Daniel Dias / AutoMotrix – Fotos Divulgação