Há luz no final do túnel. Saiba mais sobre o uso correto e tipos de lâmpadas automotivas

Iluminação em dia é mais segurança para o condutor / Divulgação
Iluminação em dia é mais segurança para o condutor / Divulgação

Circular com o farol do veículo apagado é infração de trânsito considerada média, conforme previsto no artigo 250 do Código de Trânsito Brasileiro. Se for flagrado, o condutor poderá ser autuado e receber uma multa de R$ 130,16, e ainda terá quatro pontos somados à sua CNH. Muitas vezes um mau contato ou queima da lâmpada pode doer no bolso. Para falar sobre tipos de lâmpadas, recomendações de uso e tecnologia, o MinutoMotor conversou com Marieli Senedez Miguel, gerente de Marketing da Osram para América Latina. A empresa com sede em Munique, na Alemanha, investe 418 milhões de Euros por ano em pesquisa e desenvolvimento em novos produtos, focando sempre eficiência e segurança. Confira os principais trechos deste bate papo virtual.

Marieli Miguel, gerente de Marketing da Osram para América Latina / Divulgação
Marieli Miguel, gerente de Marketing da Osram para América Latina / Divulgação

MinutoMotor – Quais os tipos de lâmpadas usadas pela indústria automotiva?

Marieli Senedez Miguel – Atualmente são usados quatro tipos de iluminação para carros: Halógenas – as lâmpadas são as mais utilizadas até hoje e com o menor custo também. As lâmpadas halógenas da Osram oferecem até 150% mais brilho em comparação com o requisito legal mínimo, fornecem um feixe de até 150 metros de comprimento e até 20% de luz mais branca também em comparação com o requisito legal mínimo. Xênon – A tecnologia Xênon é uma das mais populares, a lâmpada emite uma luz impactante de 3200 lumens.  Hoje seu uso é permito somente em carros que saem de fábrica com esse item regularizado. Led – As novas lâmpadas de LED da Osram garantem a solução mais completa para a atualização das lâmpadas dos faróis, ao garantir o efeito estético da luz branca (6000k) com a máxima segurança de uma lâmpada reconhecida como marca original de fábrica. E a Laser, que é atualmente a tecnologia de ponta da indústria. A Osram é pioneira na criação e desenvolvimento de alta tecnologia e a iluminação a laser que já é realidade na produção em série de carros com o BMW i8, o BMW série 7 e o Audi R8 e R8 LMX.

O Audi R8 usa iluminação com tecnologia a Laser / Divulgação
O Audi R8 usa iluminação com tecnologia a Laser / Divulgação

MM – Quais as recomendações de uso para cada uma delas?

Marieli Miguel – As trocas devem ser feitas sempre em pares e vale lembrar também que de acordo com a resolução 227, a substituição de lâmpadas originais para que se obtenha maior brilho, mais luz e/ou maior temperatura de cor (luz mais branca) é possível e permitida, desde que a família da lâmpada original e potência sejam mantidas. Após a troca, porém, é preciso validar o documento do carro no Detran para evitar multa e cinco pontos na carteira.

Motos usam lâmpadas que precisam de encaixe reduzido / Divulgação
Motos usam lâmpadas que precisam de encaixe reduzido / Divulgação

MM – Lâmpada de carro e moto são iguais?

Marieli Miguel – Sim e não. As motos grandes, acima de 300cc, usam a mesma lâmpada de carro = 55W / 50W. Já as motos menores, com custos mais baixos, usam lâmpadas de 35w. No entanto, sim, a construção e a matéria prima são as mesmas.

MM – Quais os erros mais comuns na hora da troca?

Marieli Miguel – É importante ressaltar que as lâmpadas de LED da Osram proporcionam um ajuste perfeito do facho de luz e linha de corte. Assim, é possível garantir que a luz seja projetada corretamente em relação à profundidade e intensidade. O resultado é melhor visibilidade, mais conforto visual e segurança ao condutor, que ganha mais tempo para reagir a obstáculos e situações de perigo. E tem mais: o lançamento assegura mais benefícios, pois não ofusca o motorista que transita em sentido contrário e oferece uma combinação perfeita de cores para faróis de xenônio e LED.

Alguns carros usam mais de uma tecnologia de iluminação: LED e halógenas / Divulgação
Alguns carros usam mais de uma tecnologia de iluminação: LED e halógenas / Divulgação

MM – Como escolher a lâmpada certa?

Marieli Miguel – Cada cliente tem um perfil, portanto, a Osram que sempre busca unir visibilidade, com mais conforto visual e segurança, sem renunciar à modernidade. Quem é mais conservador opta pela luz original de fábrica.  Para quem tem um estilo mais jovem, existem as diversões opções de lâmpadas LED e Xênon. Já para mulheres, idosos e viajantes noturnos existe a Night Breaker Laser. Para os caminhoneiros, a indicação é a Truckstar Pro e para taxistas e motoristas de aplicativos indicamos a Ultralife.

MM – Como regular o facho de luz em casa?

Marieli Miguel – Nós não recomendamos que essa regulagem seja feita em casa. Faz-se necessário o uso de um equipamento chamado regloscópio, que verifica a existência e definição do limite claro-escuro, além de regular a inclinação vertical, alinhamento e intensidade do facho de luz, e somente profissionais especializados são aptos para tal serviço de forma segura.

A LED Cool Blue Intense, por exemplo, possui um cooler ativo / Divulgação
A LED Cool Blue Intense, por exemplo, possui um cooler ativo / Divulgação

MM – Quais as principais características da tecnologia LED para lâmpadas automotivas?

Marieli Miguel – Para que se possa comparar, as lâmpadas hológenas atingem cerca de 1.500 lumens, e podem apresentar uma pequena variação conforme o modelo, já a Osram LED CBI estabiliza em 1.800 lumens – o maior índice do mercado. A LED Cool Blue Intense, por exemplo, possui um cooler ativo que de forma voluntária e dinâmica, refrigera o ar dentro da lâmpada aumentando a vida útil do produto. O que geralmente se encontra no mercado é um cooler passivo, ou seja, este sistema não é capaz de esfriar o ar dentro do farol com a mesma eficiência. Outro diferencial das lâmpadas LED da Osram é a presença do Canbus – serve como um bypass do sistema – que não acusa luz queimada no computador de bordo porque na concepção desse produto. A marca aumentou um pouco a potência até que o sistema dos veículos entendesse que a lâmpada não está danificada. A Osram LED CBI tem uma peça de alumínio solta na embalagem de forma proposital. Assim, o aplicador tem a oportunidade de ajustar a distribuição de luz da forma mais adequada. A tecnologia halógena (tradicional) tem distribuição de luz nos 360 graus do filamento. Já a lâmpada de LED, tem um ponto de luz em cima e outro embaixo, ou seja, o ajuste manual é a solução perfeita para garantir a melhor distribuição de luz, sem ofuscar o motorista que vem em sentido contrário.

A X-Racer é uma lâmpada exclusiva para o segmento moto / Divulgação
A X-Racer é uma lâmpada exclusiva para o segmento moto / Divulgação

MM – Há alguma novidade para o segmento de duas rodas?

Marieli Miguel – Sim. Seguindo o conceito de modernidade, qualidade de luz e durabilidade lançamos a LED X-Racer H4 73204CW Moto. Exclusivo para a América Latina, o produto conta com dois anos garantia. O modelo conta ainda com um eficiente sistema de dissipação de calor. A LED X-Racer Moto garante o efeito estético da luz branca com 6000K. Com reator interno, esta lâmpada de LED é destinada a motos que tem um espaço reduzido para o encaixe.

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.