Marcas japonesas lideram ranking entre as 10 motos mais vendidas na internet

O ranking das motocicletas mais vendidas na internet é dominado por marcas e modelos de origem japonesa, com a Honda na liderança, seguido pela Yamaha. É o que aponta o mais recente levantamento da OLX, considerada uma das maiores plataformas online do país referente à compra e venda de motos. “A OLX é um reflexo do mercado brasileiro, o que explica o predomínio das motocicletas de marcas japonesas entre as mais negociadas na plataforma. No ano passado, considerando os dez modelos mais vendidos, tivemos a liderança de uma única marca nipônica, com mais de 85% de participação no volume total de motocicletas negociadas com a ajuda da nossa plataforma”, explica Flávio Passos, vice-presidente de Autos e Comercial da OLX.
Com a GC 160, o veículo mais vendido do Brasil, a Honda domina a lista com nada menos que sete dos 10 modelos mais vendidos em 2020. A também japonesa Yamaha é representada no ranking, com três modelos. Confira a tabela abaixo:

 Vendas
 Modelo%
Honda CG 15027
Honda CG 12520
Honda Biz 12512,7
Honda NXR 1507,6
Yamaha YBR 1257,2
Honda CB 3007
Honda XRE 3006,8
Honda CBX 2504,3
Yamaha Fazer 2503,7
10ºYamaha XTZ 2503,6

Nessa lista das 10 marcas líderes em vendas, a Honda também lidera com folga, com 69% de participação no total. Na 2ª e 3ª colocações do ranking estão as também nipônicas Yamaha e Suzuki, com 18,6% e 4% de participação, respectivamente. A fabricante de origem chinesa Shineray vem na sequência, na 4ª posição, com 2%; seguida pela brasileira Dafra, em 5º lugar, com 1,9%.

A Kawasaki, também de origem japonesa, surge na 6ª posição, com 1,6% de participação; seguida pela alemã BMW (1%) e Kasinski (0,7%), cujas atividades se encerraram em 2014. A norte-americana Harley-Davidson e a finada Sundown fecham o ranking, ambas com 0,6% de participação.

 Vendas
 Modelo%
Honda69
Yamaha18,6
Suzuki4
Shineray2
Dafra1,9
Kawasaki1,6
BMW Motorrad1
Kasinski0,7
Harley-Davidson0,6
10ºSundown0,6

Confira cinco dicas para uma boa negociação de motos em plataformas online:

1 – Evite Intermediários – Ao entrar em contato com o vendedor, evite negociações com terceiros. Fique atento e desconfie se o vendedor estiver muito apressado, nervoso ou impaciente para fechar o negócio. Não tenha receio de tirar qualquer dúvida sobre a motocicleta e prefira sempre negociar por meio do chat da plataforma, concentrando a conversa em um único canal.

2 – Levante Informações – Certifique-se de que o vendedor é o proprietário legítimo da moto. Você pode verificar as informações do veículo no DETRAN. Aproveite também para verificar, pelo Renavam, informações sobre multas e situação do IPVA. Seja cuidadoso com contratos de consórcios e prestações. Pesquise a documentação e o histórico da empresa envolvida.

3 – Pagamento – Evite realizar qualquer tipo de depósito antecipado (pagamento de entrada) sem antes ver a moto, conferir se está em bom estado e com todos os acessórios anunciados, certifique-se que a conta bancária fornecida é a mesma da pessoa com a qual está negociando.

4 – Excessos de facilidades – Desconfie de valores muito abaixo do mercado. Esteja atento se o vendedor alegar que ganhou a motocicleta em uma promoção/sorteio, que é ex-funcionário de uma empresa, ou se diz trabalhar nas fabricantes e que, a partir disso, conseguiu a moto mais barata.

5 – Segunda opinião – Ao identificar uma moto de seu interesse, peça uma segunda opinião a pessoas de sua confiança e, se possível, alinhe com o proprietário uma revisão com um mecânico antes de concluir a negociação.