MOTOCICLISTA CONSCIENTE USA LUVAS

 Depois do capacete – item de segurança obrigatório em todo território nacional –, a luva é o segundo principal equipamento de segurança para o motociclista. Ignorada muitas vezes pela maioria dos pilotos, as luvas protegem as mãos (ossos, músculos e pele) de impactos e dilacerações, como também do frio, pedriscos e até de insetos. A mão é uma das ferramentas mais precisas do corpo humano. Usamos as mãos todos os dias para inúmeras tarefas: abrir latas, teclar uma mensagem, indicar um caminho ou acenar para um amigo. Elas também são fundamentais para a condução da motocicleta: acionar embreagem e também o freio.

Quando o piloto cai da moto, instintivamente ele quer se agarrar em algo e é aí que as mãos sofrem danos – fraturas, escoriações ou, em casos extremos, a amputação dos membros. Ou seja, se o motociclista não estiver com uma luva de qualidade – de preferência de couro – as sequelas podem ser irreversíveis. Em alguns casos o motociclista perderá a capacidade de compressão e extensão dos dedos.

Ou seja, sem este movimente ficará impossível pilotar uma motocicleta, já que não haverá como engatar marchas ou frear o veículo. A mão é bastante delicada e flexível. Por isso perder a pele que reveste os dedos poderá comprometer muito os movimentos. Por isso use luvas, sempre. O equipamento de segurança pode ser a diferença entra o motociclista consciente e a aposentadoria precoce.

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.