Recorde histórico: Honda fabrica 25 milhões de motos em Manaus

25 milhões de motocicletas fabricadas pela Honda em Manaus: recorde histórico / Divulgação

“Um organismo vivo!” É assim que muitos colaboradores definem a Moto Honda da Amazônia, que fica no Polo Industrial de Manaus (PIM). Desde meados da década da 1970, a fábrica vem passando por inúmeras mutações. Agora a empresa comemora a produção de sua motocicleta número 25 milhões. Dessa forma, a Honda é a primeira fabricante do País a registrar tal número, ou seja, recorde histórico. A conquista foi protagonizada pela recém-lançada CG 160 Titan S, atual versão do primeiro modelo produzido pela empresa no Brasil. Aliás, desde seu lançamento, em 1976, já foram produzidas 13 milhões de CGs, uma moto que carrega do Brasil nas costas. A comemoração aconteceu em 12 de março, nas instalações da empresa na capital do estado do Amazonas.

Issao Mizoguchi, presidente da Honda, faz discurso histórico em Manaus / Divulgação

“Comemorar 25 milhões de motocicletas produzidas em Manaus é algo grandioso e uma imensa alegria para nós. Seguimos há 48 anos com o propósito de melhorar a vida das pessoas por meio das nossas soluções de mobilidade. Em 1976 tínhamos apenas a pequena CG 125. Atualmente fabricamos 24 modelos, de 110 a 1.000 cilindradas, que somam 108 versões”, afirma Issao Mizoguchi, presidente da Honda South America.

Vista aérea da fábrica da Moto Honda da Amazônia, fundada em 1976 / Divulgação

A marca segue comprometida com importantes investimentos em produtos e tecnologias e, até o final de 2021, serão apresentadas 16 novidades no lineup, entre lançamentos e novas gerações dos modelos atuais. Com capacidade de produção anual de 1.1 milhão de motocicletas, a Honda é líder do segmento, com cerca de 80% de participação o mercado interno. Em mais de quatro décadas de história, a fábrica de Manaus recebeu cerca de US$ 2 bilhões de investimentos. Hoje, a Honda gera 7 mil empregos diretos.

Linha de montagem de motores na fábrica da Honda ganha área exclusiva / Divulgação

Inaugurada em 1976, a mais verticalizada fábrica de motos Honda é referência mundial. Além da montagem de motocicletas propriamente dita, a empresa desenvolve e produz diversos componentes que integram o produto final como, por exemplo, chassi, rodas, banco e motor, entre outras peças.

Linha de montagem da Moto Honda da Amazônia, em Manaus (AM) / Divulgação

Nesta última etapa de sua ‘metamorfose ambulante’, a Honda está investindo R$ 500 milhões (2019-2021) na modernização da unidade, a fim de aumentar a competitividade forma global.  A primeira fase desse aporte já foi concluída e os setores de fundição e usinagem da nova fábrica de motores estão operando. A linha de montagem do conjunto motor deve também integrar a nova estrutura até o final desse ano. Em 2021, estão previstas a modernização e ganho de eficiência produtiva nas áreas de solda, pintura e das linhas de montagem de motocicletas. Tudo em nome de uma melhor logística, acelerando processos e economizando tempo nas operações. Aliás, hoje, a Honda fabrica uma Biz a cada 20 segundos!

CG 25 milhões, a diretoria da Honda, políticos e defensores do Polo Industrial de Manaus /Divulgação

A cerimônia contou com a participação de Noriaki Abe, dirigente responsável pelas Operações Globais de motocicletas da Honda que, inclusive já trabalhou na fábrica em Manaus, além de outras autoridades municipais, estaduais e federais; com destaque para Davi Alcolumbre, presidente do Senado Federal. Estavam presentes ainda representantes de entidades governamentais, associações de classe e concessionárias do grupo Honda.

Aldo Tizzani, editor-chefe do MinutoMotor, entre dois ícones da marca japonesa / Divulgação

6 Comentários

    • Aldo Tizzani

      Gigante e mutante!
      Forte abraço Fausto, outro gigante do mundo motociclístico!
      Brap!!!
      Abs,
      Aldo Tizzani

      Responder
  1. Carlos Martinez

    Show …..que matéria legal, muitas informações bem legais coisas que muitos não sabiam , inclusive eu!!!! Parabéns pela matéria….. VALEU…..

    Responder
    • Aldo Tizzani

      Valeu Carlos.
      Obrigado por acompanhar o MinutoMotor.
      Forte abraço.
      Aldo Tizzani
      Editor-Chefe

      Responder
    • Aldo Tizzani

      Caro Marcello,
      Não seria uma má ideia.
      Obrigado por acompanhar o MinutoMotor.
      Forte abraço.
      Aldo Tizzani
      Editor-Chefe

      Responder

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.