Renovado, o sedã Hyundai HB20S demora a embalar nas vendas

A renovação no design não deu o retorno esperado nas vendas / Luiza Kreitlon / AutoMotrix

O conceito de “Esportividade Sensual” que faz parte da atualização da linha HB20, inclusive a versão sedã, trouxe como principal inovação visual uma grade trapezoidal que mistura linhas retas e curvas – e que tornou-se a parte mais questionada na família. Ao lado da grade, os amplos faróis têm light guide em leds. A traseira do sedã evoca o conceito de fastback – o teto se prolonga continuamente até o porta-malas, sem angulações. As lanternas horizontalizadas remetem aos sedãs maiores da Hyundai, como o Elantra e o Sonata. Se a nova grade não reedita a ampla aceitação do modelo anterior, a principal aposta do novo HB20S está no bom nível de equipamentos – principalmente na versão topo de linha do sedã, a 1.0 TGDI 12V Flex Diamond Plus, de 120 cv de potência máxima e oferecida por R$ 81.290.

A parte traseira do sedã foi bem resolvida esteticamente / Luiza Kreitlon / AutoMotrix

As versões mais completas do HB20S, Diamond e Diamond Plus, trazem ar-condicionado digital, chave presencial Smart Key, piloto automático e limitador de velocidade, partida do motor por botão, troca de marchas por alavancas no volante (Smart Shift) e sistema Stop & Go de parada e partida automática do motor. Exclusivos da versão de topo Diamond Plus, os sistemas de alerta e frenagem autônoma (funciona em velocidades até 50 km/h) e de alerta de mudança de faixa são tecnologias inéditas no segmento. Completam a lista os controles de tração e estabilidade (ESP e TCS), assistente de partida em rampa (HAC), monitoramento de pressão de pneus (TPMS) e câmera de ré com monitoramento da traseira (DRVM). Além disso, toda a linha HB20 conta com cinto de três pontos para todos os ocupantes, encosto de cabeça no banco traseiro, fixação Isofix, dois airbags frontais e dois laterais. O sistema BlueMedia tem visual flutuante e tela de 8 polegadas. Um pacote de equipamentos surpreendente em compactos nacionais.

Linhas retas e curvas não caíram nas graças do consumidor / Luiza Kreitlon / AutoMotrix

Se em termos de equipamentos e de motorizações a linha 2020 do HB20 não deixa a desejar em relação à concorrência, o design da grade pode efetivamente estar causando algum estranhamento. Isso ajudaria a explicar porque o hatch, que no modelo anterior tornou-se vice-campeão brasileiro de vendas em 2016, 2017 e 2018 e ficou em terceiro lugar em 2019, com média de 8.466 mensais, em janeiro deste ano, já com a “cara nova”, apareceu em um discreto quinto lugar, com 6.555 emplacamentos. Já o sedã – que no ano passado manteve a vigésima sexta posição, com média mensal de 2.907 unidades – caiu para 2.073 unidades em janeiro e para vigésimo oitavo no ranking geral de emplacamentos.

O HB20S recebeu um completo pacote eletrônico / Luiza Kreitlon / AutoMotrix

Impressões ao dirigir
A versão “top” Diamond Plus do HB20S exibe uma performance dinâmica bastante satisfatória, proporcionada pelo “powertrain” moderno, composto pelo motor 1.0 Turbo GDI com injeção direta de combustível e duplo comando variável de admissão e escape (Dual CVVT), trabalha sempre em conjunto com o câmbio automático de 6 velocidades, com borboletas no volante. O carro acelera sempre com vontade, porque o torque máximo aparece com toda a disposição em qualquer giro. As passagens de marchas do câmbio são precisas e discretas, permitindo que o sedã ganhe velocidade rápida e progressivamente. E a possibilidade de mudar as marchas manualmente por meio de borboletas posicionadas atrás do volante facilita a tarefa de obter um comportamento mais responsivo do conjunto.

O sedã está equipado com motor 1.0 Turbo GDI com injeção direta e 120 c / Luiza Kreitlon / AutoMotrix

O sistema Stop & Go de parada e partida automática do motor auxilia na economia de combustível, especialmente no tedioso “anda e para” do trânsito das grandes cidades. o consumo do HB20S pode variar entre 12,7 km/l na cidade e 15,6 km/l na estrada, quando abastecido com gasolina, e de 8,8 km/l na cidade e 11,0 km/l na estrada, com etanol.

O carro da Hyundai traz suspensão bastante equilibrada / Luiza Kreitlon / AutoMotrix

Outro destaque do novo HB20S é a bem balanceada direção eletricamente assistida. Revela-se adequadamente leve para as manobras de estacionamento e mais firme nas velocidades altas, o que transmite ao motorista a sensação de controle da situação. Em termos de suspensão, o acerto é preciso e o sedã faz curvas de forma equilibrada, sem “jogar” a traseira ou adernar excessivamente. Nas freadas bruscas, novamente o modelo da Hyundai esbanja eficiência, com muito equilíbrio.

A traseira do sedã HB20S evoca o conceito de fastback / Luiza Kreitlon / AutoMotrix

Exclusivos da versão Diamond Plus, os sistemas de auxílio ao motorista, como o alerta de mudança de faixa e os sistemas de alerta e frenagem autônoma – capazes de, em caso de impacto iminente, parar o carro sozinho a até 50 km/h ou diminuir o impacto acima desse limite, mesmo que o motorista continue acelerando –, se mostram bastante efetivos e dão conta do recado. Se, por algum motivo improvável, o motorista quisesse bater de frente abaixo dos 50 km/h, seria necessário desabilitar o sistema.

Texto: Luiz Humberto Monteiro Pereira / AutoMotrix
Fotos: Luiza Kreitlon / AutoMotrix

As lanternas remetem aos sedãs maiores da Hyundai, como o Elantra e o Sonata/ Luiza Kreitlon / AutoMotrix

Ficha técnica
Hyundai HB20S 1.0 TGDI 12V Flex Diamond Plus
Motor: 1.0 turbo três cilindros com injeção direta de combustível e duplo comando variável de admissão e escape (Dual CVVT)
Potência: 120 cavalos a 6 mil rpm
Torque: 17,7 kgfm a 1.500 rpm
Aceleração de zero a 100 km/h: 10,7 segundos
Velocidade máxima: 190 km/h
Transmissão: automática de 6 velocidades e uma a ré, com possibilidade de trocas sequenciais por meio de “paddles shifts” no volante
Tração: dianteira
Freios: ABS com disco ventilado na dianteira e tambor na traseira
Pneus: 185/60 R15 Michelin Primacy
Comprimento: 4,26 metros
Largura: 1,72 metro
Altura: 1,47 metro
Peso: 1.120 quilos
Entre-eixos: 2,53 metros
Porta-malas: 475 litros
Tanque de combustível: 50 litros
Preço: R$ 81.290. Cores diferentes de Branco Atlas e Preto Onix acrescentam R$ 950

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.