Street Triple RS chega ao Brasil com visual radical, motor de 123 cv e preço de R$ 54.990

A nova naked da Triumph custa R$ 54.990 / Divulgação
A nova naked da Triumph custa R$ 54.990 / Divulgação

Depois da apresentação da aventureira Tiger 900, a Triumph não perdeu tempo e lança a nova Street Triple RS. A naked, que foi uma das principais atrações do estande da marca Salão Duas Rodas em 2019, exibe um desenho radical, boa dose de eletrônica e um motor de três cilindros de 765 cc, de 123 cv de potência, derivado da categoria Moto2. A moto chega por R$ 54.990 e está disponível em duas cores: Silver Ice (prata) e Matt Jet Black (preta). Para o consumidor que não tem todo esse dinheiro pode optar pelo financiamento com entrada de R$ 31.307, mais 23 parcelas fixas de R$ 765,00 e uma parcela residual final de R$ 12.369,56.

Derivado da Moto2, o motor da RS gera 123 cv de potência / Divulgação
Derivado da Moto2, o motor da RS gera 123 cv de potência / Divulgação

O motor de 765 cc da nova Street Triple RS ganhou um aumento significativo no seu torque, que agora ficou 9% maior na faixa intermediária de rotações, atingindo um pico de 8 Kgf.m (a 9.350 rpm). A curva de potência também aumentou 9% na faixa intermediária, chegando a 123 cv (a 11.750 rpm). As atualizações do motor exigiram um novo escape. O acelerador agora também é ainda mais responsivo, como resultado de uma redução de 7% na inércia rotacional, que, combinada com o aumento do torque, oferece uma melhoria no desempenho. A moto ganhou quickshifter bidirecional, no qual o motociclista pode passar as marchas, para cima ou para baixo, sem o acionamento da embreagem.

O sistema DLR é uma das novidades da Street Triple RS / Divulgação
O sistema DLR é uma das novidades da Street Triple RS / Divulgação

A nova Street Triple RS também adotou um novo visual muito mais agressivo. Os faróis de LED, por exemplo, foram completamente renovados. Os faróis de rodagem diurna (DLR) apresentam um design totalmente novo e que aumentou a visibilidade e a segurança na pilotagem. A naked apresenta uma nova carenagem, que é mais esportiva que a versão anterior. A nova tela e a entrada de ar agora são mais pronunciadas, combinando com o design dos novos faróis. Os painéis laterais, a rabeta e o protetor inferior também são totalmente novos e mais modernos como, por exemplo, os espelhos retrovisores.

A Street Triple RS é uma esportiva sem carenagem / Divulgação
A Street Triple RS é uma esportiva sem carenagem / Divulgação

O painel de instrumentos TFT de 5 polegadas, por exemplo, agora conta maior conectividade do My Triumph, instalado, ativado e pronto para ser usado com o módulo Bluetooth (opcional). Como em outros modelos, esse recurso permite a interação com a câmera GoPro, com a navegação passo a passo e a operação do smartphone e escolha de músicas por meio dos botões ergonomicamente otimizados e exibidos na tela TFT. O painel também conta com novos padrões gráficos – quatro diferentes estilos e quatro cores diferentes. Além disso, o ângulo de inclinação da tela pode ser ajustado, otimizando a visualização das informações.

A versão da RS de linha e o protótipo usado na Moto2 / Divulgação
A versão da RS de linha e o protótipo usado na Moto2 / Divulgação

Em termos de tecnologia embarcada, a nova Street Triple RS apresenta agora cinco modos de pilotagem: “Road”, “Rain”, “Sport”, “Track” e “Rider”. Esses modos ajustam a resposta do acelerador, às configurações dos freios ABS e do controle de tração e podem ser facilmente selecionados durante a condução. O modo “Rain”, por exemplo, restringe a potência a 100 cv para maior segurança e controle. Complementando a nova tecnologia, a Street Triple RS mantém seu nível extremamente alto de especificação padrão, incluindo o sistema Ride by Wire, freios ABS e controle de tração comutável.

Sistema de amortecimento da roda traseira da Triumph RS / Divulgação
Sistema de amortecimento da roda traseira da Triumph RS / Divulgação

A ciclística traz boas novidades. Na dianteira garfos Showa de 41 mm de diâmetro totalmente ajustáveis e 115 mm de curso. Na traseira, monoamortecedor com reservatório de gás Öhlins, regulável e com 131 mm de curso. A Street Triple RS apresenta conjunto de freios Brembo superdimensionado, formado por pinças monobloco de fixação radial de quatro pistões M50, e uma alavanca de freio ajustável; além de uma pinça traseira deslizante. Para ajudar na absorção de impactos e oferecer frenagens mais precisas, a RS usa pneus Diablo Supercorsa SP v3, da Pirelli.

Linhas modernas e quadro aparente / Divulgação
Linhas modernas e quadro aparente / Divulgação

Para personalizar a nova Street Triple RS, a Triumph oferece aos motociclistas mais de 60 acessórios, incluindo novos piscas em LED, uma nova tela e novos espelhos e reservatórios usinados. Além disso, há uma nova linha de alforjes resistentes à água, com montagem de engate rápido, incluindo uma bolsa para tanque e uma bolsa traseira. Para maior conforto, existem manoplas aquecidas com várias configurações.

Um boa opção para ser sua companheira de Track Day /  Divulgação
Um boa opção para ser sua companheira de Track Day / Divulgação

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.