BMW, TOYOTA, MERCEDES, AUDI E VW SÃO OS “REIS DO RECALL” NO BRASIL

BMW, TOYOTA, MERCEDES, AUDI E VW SÃO OS “REIS DO RECALL” NO BRASIL

Hoje, os Apps fazem parte da nossa vida como as fichas telefônicas nos anos de 1970. Temos aplicativos para tudo: pedir comida, chamar taxi, pagar contas, editar e tratar imagens e até criar stickers personalizados para usar no WhatsApp. A indústria automotiva também trabalha com aplicativos e inteligência cognitiva. Nesta onda até os recalls podem ser consultados pelo consumidor por meio de simples toques na tela do smartphone. O levantamento do aplicativo Papa Recall mostra que 32% das fabricantes e 8% dos modelos que circulam no Brasil – entre carros compactos até picapes – foram afetados por campanhas nos três primeiros meses de 2019. Uma a cada três dias! Destaques negativos para BMW, Toyota, Mercedes-Benz, Audi e VW.
Os três primeiros meses registraram 34 campanhas, afetando 13 montadoras e 66 modelos diferentes de veículos. Ao todo, em 44% desses recalls afetaram os carros cadastrados no aplicativo. A montadora BMW é a líder de campanhas no trimestre, com oito recalls. A Toyota ocupa a segunda posição, com cinco chamamentos, seguida pela Mercedes-Benz com quatro. (Veja lista abaixo). Detalhe: praticamente um terço das fabricantes (32%) realizou alguma campanha de reparação nesse período, segundo o Papa Recall.

Alemãs e japonesa na mira
Contudo, entre os modelos são os motoristas de Audi que precisaram ficar mais atentos. O Audi A5 teve 12 recalls únicos nos três primeiros meses do ano; enquanto o Audi A4 realizou dez. Já o VW Saveiro ficou na terceira posição com sete. No total, 8% dos modelos que circulam no Brasil foram afetados.
Apesar de não ocupar as primeiras posições de recall no trimestre, a Volkswagen está realizando a recompra de alguns veículos. No total, 194 carros de diversos modelos e anos serão recomprados pela montadora por 100% do valor na Tabela FIPE.

Detetive Virtual
O aplicativo surgiu em fevereiro de 2019 e, desde então, já cadastrou mais de 600 campanhas dos últimos 14 anos, totalizando 2836 recalls únicos, 40 montadoras e 796 modelos diferentes. No total, 16% dos carros com recall no App são Corolla com necessidade de troca do airbag do motorista. Mais de 24 mil veículos já estão sendo monitorados pela solução.
O Papa Recall também trabalha com o conceito “Recall Único”, onde as campanhas são agrupadas por modelos e anos de fabricação afetados. Por exemplo: uma campanha que afeta os modelos A e B dos anos de fabricação 2017 e 2018. Para a montadora é somente um recall, mas o aplicativo considera quatro “recalls únicos”: A-2017, A-2018, B-2017 e B-2018. Assim, as 34 campanhas do primeiro trimestre tornam-se 177 recalls únicos.

“O número mostra não só a importância dos recalls, mas também a necessidade de divulgá-los de forma correta. Tivemos uma campanha a cada três dias no primeiro trimestre de 2019, mas ainda assim são poucos os motoristas que se informam sobre isso. A segurança no trânsito também passa pela necessidade de tirar veículos da rua que podem causar acidentes”, explica Vinicius Melo, CEO do Papa Recall.

Marca – Chamamentos*
BMW – 8 Recalls

X5 xDrive48i (2006 e 2007) – Sistemas de combustível, elétrico e freios
X5 xDrive30d, X5 xDrive30i, X5 xDrive48i, X6 xDrive35i e X6 xDrive50i (2006 a 2008) – Airbag do condutor
X1 sDrive20i (2018 e 2019) – Lanternas laterais traseiras
Série 5 530i e 550i (2005 e 2006) – Suspensão
X3 (2008) – Sistema de combustível
X5 4.8is (2005) – Transmissão
Série 7 750i (2006) – Suspensão
M3, M4 GTS e M4 Coupé (2016) – Eixo-cardã

TOYOTA – 5 Recalls
Corolla Fielder (2004 a 2008) – Airbag do Passageiro
Prius (2011 a 2013) – Falha no sistema híbrido
Corolla (2015 a 2017) – Airbag do Motorista
Etios e Etios Sedan (2015 a 2017) – Airbag do motorista
Hilux (2015) – Airbag do motorista

MERCEDES-BENZ – 3 Recalls
C 180 Coupé, AMG S 63 L 4Matic+ e AMG S 65 L (2018) – Cinto de segurança
AMG S 63 L 4Matic+ e AMG S 63 4Matic+ Coupé (2018) – Direção elétrica
C 180 Coupé (2018) – Controle de estabilidade

  • Fonte: Papa Recall

A PARTIR DE R$ 449.950, NOVO BMW X5 SERÁ FABRICADO NO BRASIL

A fábrica da BMW em Araquari (SC) iniciará em junho a produção do novo X5, SUV mais tecnológica da marca. Para iniciar a fabricação do modelo, o BMW Group Brasil investiu mais R$ 7 milhões em novas tecnologias, além dos R$125 milhões previamente aportados para flexibilização da linha de produção do BMW X4, e também do novo BMW Série 3, no início de 2019.
A quarta geração do novo BMW X5 está maior, mais esportivo e sofisticado, e com preço sugerido a partir de R$ 449.950.

“A qualidade, tecnologia e flexibilidade da fábrica para produção de veículos em Araquari foram recompensadas com a confiança global em adicionar um novo modelo ao nosso portfólio, o primeiro com propulsão diesel”, comemora Mathias Hofmann, Diretor Geral da fábrica do BMW Group em Araquari (SC). “Este é um importante passo na direção de equalizar nossas operações e a capacidade instalada de manufatura no país”, reforça o executivo.

Versões, características e preços
X5 xDrive30d (R$ 449.950)
A versão traz, entre os principais itens de série, controles de Estabilidade e Tração; airbags duplos frontais, laterais dianteiros, e de cortina dianteiros e traseiros; função start/stop, rodas de 21 polegadas e regeneração de energia de frenagem. Entre os itens de conforto e tecnologia estão cortinas para vidros laterais traseiros; bancos dianteiros aquecidos, ventilados e com ajustes elétricos; ar-condicionado automático digital, com controle de 4 zonas; sistema de entretenimento traseiro, com duas telas de 10,2 polegadas; sistema de som Surround Harman Kardon; BMW Display Key; sistema ConnectedDrive, com serviços de Concierge e chamada de emergência inteligente, entre outros; Preparação para Apple CarPlay; faróis Full-LED e faróis de neblina em LED; assistente de farol alto; Head-Up Display; teto solar panorâmico; BMW Gesture Control; Driving Assistant Professional e Parking Assistant Plus.

X5 xDrive30d M Sport (R$ 479.950)
A versão intermediária traz os itens de série da versão anterior, mais roda de 22 polegadas, com freios M Sport; volante M em couro; pacote M aerodinâmico e pacote M Sport.

X5 xDrive30d M Sport xOffroad (R$ 499.950)
Essa versão traz os itens das anteriores mais o sistema xOffroad, que oferece quatro modos de condução voltados para quatro tipos de terrenos diferentes: xSand (areia), xRocks (rocha), xGravel (cascalho) e xSnow (neve). O dispositivo traz diferentes ajustes do sistema xDrive, transmissão e da resposta do acelerador.

ROX MOTO, UMA NOVA EXPERIÊNCIA PREMIUM EM DUAS RODAS

Compartilhar está na moda. Mas não adianta apenas compartilhar equipamentos, imóveis ou veículos. É preciso também agregar experiências e que esta nova percepção de mundo – menos posses e mais tempo para curtir o que realmente importa – seja usada para conhecer novos lugares, pilotar motos diferentes e dividir este conhecimento com os amigos. Com uma visão e inovadora nasce a ROX Moto, que opera em parceria com a Triumph Experience (TRX).

A nova empresa do grupo Triple Power – proprietária de seis concessionárias em São Paulo – três no interir, duas na capital e uma no litoral – das marcas Triumph, BMW e Ducati – estará focada em oferecer experiências, produtos e serviços diferenciados para motociclistas de perfil mais aventureiro. A princípio, a ROX oferecerá locação de motos – avulsas ou para períodos mais longos –, além de viagens nacionais e internacionais.

A empresa conta também com showroom para venda de seminovas, oficina multimarca e loja completa de acessórios. Tudo distribuído em uma área de 500 metros quadrados no distrito de Sousas, em Campinas (SP). Em breve, a ROX contará com uma unidade da lanchonete Lucky Wings, que terá a cara de um posto de gasolina dos anos 1950.

Plano de negócio diferenciado

Um dos principais diferenciais é a locação de motos bigtrail para períodos de um ou dois anos, pagando uma mensalidade a partir de R$ 840,00 para usar a moto, a priori, por um final de semana por mês. Com pacotes modulares, ou seja, bastante flexíveis, é possível compartilhar a moto com um grupo de amigos, por exemplo.

Mas quais as vantagens de alugar uma moto em um pacote anual? Segundo a ROX, o consumidor terá desconto de até 35% em relação à locação avulsa; cada fim de semana você pode experimentar uma moto diferente; top case grátis nas locações; seguro total contra roubos, furtos e colisões e terceiro. Para Lucas Ozi, um dos sócios da empresa, “o motociclista não terá a mínima preocupação com revisão, documentos. E ganha ainda um curso de pilotagem com o pessoal da TRX”. Outra novidade oferecida pela empresa é a opção de fechar um contrato de dois anos e usar um scooter 0km (Honda Elite 125) todos os dias.

Viagens internacionais

A ROX Moto já tem programado na agenda 14 viagens internacionais para 2019. Os roteiros serão pela Europa, América do Norte, América do Sul e África do Sul. Em função da parceria operacional com a TRX – que tem cinco anos de experiência, mais de 55 viagens realizadas e 11 mil clientes atendidos, a nova empresa já traz todo o know-how para essas operações no exterior, com guias certificados em pilotagem, primeiros socorros e mecânica; hotéis de categoria superior e carro de apoio.

“A ROX representa uma solução completa para atender às diversas necessidades dos motociclistas, unindo experiências e serviços inovadores, aqui e fora do Brasil”, afirma Ozi, dizendo que depois de toda esta degustação desperte no aventureiro o desejo de comprar uma moto.

SERVIÇO

www.roxmoto.com.br

(19) 99365-8180

EXCLUSIVO – EICMA 2018: NOVIDADES DAS OUTRAS MARCAS EUROPEIAS

EXCLUSIVO – EICMA 2018: NOVIDADES DAS OUTRAS MARCAS EUROPEIAS

BMW

A BMW chegou chegando a Milão. A estrela do estande foi a superesportiva S 1000 RR, que foi 100% remodelada. Nova do farol a rabeta, passando pelas suspensões, pacote eletrônico e motor, que agora entrega 207 cv de potência máxima.

O novo propulsor da superesportiva alemã – um quatro cilindros em linha é quatro quilos mais leve se comparado a versão anterior. Redução de peso que se deve em parte a adoção de válvulas de titânio. Apesar de uma complexa evolução – motor e ciclística – o modelo 2019 perdeu um pouco de sua agressividade estética. Está parecida com suas concorrentes japonesas.


A marca alemã também apresentou a R 1250 GS Adventure e a F 850 GS Adventure, além dos modelos R 1250 R e R 1250 RS com nova motorização de 1250cc. Além do scooter C 400 GT, voltado para o turismo.

Husqvarna


A marca finalmente apresenta a Svartpilent 701. O modelo traz o melhor do estilo dirt track, como guidão mais alto, motor de um cilindro e 75 cv de potência máxima. Segundo Maurício Fernandes, responsável pela operação da marca no Brasil, a moto chega no primeiro semestre de 2019. O preço deve ser de R$ 69 mil.

KTM


O estande laranja da KTM no EICMA 2018 exibia, finalmente, a 790 Adventure, trail disponível em duas versões (básica e R). O que chama a atenção mesmo é o visual radical, além do ‘parrudo” motor LC8c, de 95 cv de potência. Outras atrações fiaram por conta da motard 690 SMC R e da 690 Enduro R. Além da linha Duke de baixa capacidade cúbica: 125, 200 e 390cc.

Triumph


Para nós brasileiros, a principal notícia vinda da Itália é que as novas Scrambler 1200 – com 90 cv de potência máxima – chegarão em meados de 2019 segundo Waldyr Ferreira, gerente geral da Triumph Brasil. A marca britânica apresentou duas edições especiais da Bonneville T120: a 120 Diamond e a 120 Ace, duas edições especiais de 800 e 1.300 unidades, respectivamente, para comemorar o aniversário de 60 anos a primeira Bonneville, que rodava pelas cercanias do Ace Café, em Londres.

Para comemorar a participação no Mundial de Motovelocidade como fornecedora exclusiva de motores para a categoria Moto2, a Triumph exibiu a moto que será utilizada na competição em 2019. A superesportiva usará propulsor de três cilindros e 765 cc. Já que o assunto é velocidade, o ex-piloto James Toseland, duas vezes campeão mundial de Superbike, é o novo embaixador da marca inglesa.

O jornalista Aldo Tizzani, do MinutoMotor, viajou à convite do ITA (Italian Trade Agency) e também do ICE (Agência para a internacionalização das empresas italianas)

SALÃO DO AUTOMÓVEL: MARCAS EUROPEIAS

SALÃO DO AUTOMÓVEL: MARCAS EUROPEIAS

Após alguns anos de trevas, parece que o mercado automotivo brasileiro reencontrou a luz. Depois que o ainda otimista Salão do Automóvel de São Paulo de 2014 foi sucedido por três anos seguidos de profunda retração nas vendas, com direito a milhares de concessionárias fechadas e uma edição do evento paulistano quase depressiva em 2016, finalmente em 2018 as vendas voltaram a crescer de forma consistente. E as empresas do setor não disfarçam a euforia. Por isso, a trigésima edição do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo – que acontece de 8 a 18 de novembro no São Paulo Expo, na capital paulista – tem ares de celebração, apesar de algumas ausências de marcas que tradicionalmente participam do evento, como Peugeot, Citroën, Land Rover, Jaguar e Volvo, terem resolvido não participar. O público esperado é de mais de 700 mil pessoas que visitarão os mais de 120 estandes, entre fabricantes de veículos e de autopeças e empresas de serviços do setor. Confira as novidades dos carros de origem europeia.

TEXTO E FOTOS Luiz Humberto Monteiro Pereira / Agência AutoMotrix

Fiat Fastback

No estande da Fiat, estão expostas versões customizadas dos produtos da marca italiana, como o Argo Sting, o Cronos Sport e a picape Toro Rescue, incrementada com acessórios da Mopar. Mas a grande atração é o conceito Fastback. Trata-se de um utilitário esportivo com teto descendente na traseira, típico de cupês, construído sobre a base da picape Toro. O conceito tem a linha de cintura muito elevada e adianta como será o estilo dos modelos da Fiat nos próximos anos.

Volkswagen Tarok

O nome é uma mistura de Tarek, o futuro utilitário esportivo médio argentino da Volkswagen, com Amarok, a picape portenha da marca. Com estilo mais urbano, pouco voltado para o trabalho, a picape derivada da plataforma MQB é esperada para 2020 e o “alvo preferencial” é a Fiat Toro. Um de seus destaques é o uso de um painel traseiro rebatível, que aumenta a dimensão da caçamba ao “deitar” os bancos traseiros, criando um piso plano.

Audi RS4 Avant

O imponente sedã A8, repleto de moderníssimos sistemas automatizados de assistência ao motorista, e o novo utilitário esportivo Q8 tinham tudo para disputar o posto de principal atração da Audi no Salão de São Paulo. Mas a nova perua esportiva RS4 Avant está lá, com todo o seu carisma e um vistoso tom vermelho. Equipada com um motor 2,9 litros de 450 cavalos, câmbio Tipotronic de 8 velocidades e a indefectível tração integral Quattro da marca das argolas, é um dos lançamentos mais aguardados da linha de esportivos da Audi.

AMG One

A Mercedes-Benz ousou ao colocar sob os holofotes do Salão de São Paulo o chamado hiperesportivo AMG One, na prática, um carro de Fórmula-1 com licença para andar nas ruas. Nunca é demais lembrar que a AMG, a divisão esportiva da Mercedes, é a responsável pela equipe de Fórmula-1, novamente campeã do Mundial neste ano com o inglês Lewis Hamilton. O One combina motor a combustão 1.6 V6 turbo com elétricos, somando absurdos mil cavalos de potência. Apesar de ser um conceito, o modelo já teve uma futura produção em série pré-vendida de 275 unidades, com entregas previstas para o final do próximo ano na Europa.

Renault Zoe

A Renault escolheu o Salão do Automóvel de São Paulo para apresentar aos brasileiros sua maior novidade no mundo dos 100% elétricos. O compacto Zoe, tido como o elétrico mais vendido na Europa, começou a ser comercializado no país, na versão Intense, paralelamente à mostra paulistana, com preço de R$ 149.990. De acordo com a fabricante francesa, o Zoe tem autonomia de mais de 300 quilômetros e precisa de uma hora e 40 minutos para carregar 80% da capacidade total das baterias. Com torque de 22,9 kgfm, o modelo acelera de zero a 100 km/h em 8 segundos.

BMW X5

O novo BMW X5 é um dos SUVs de luxo mais aguardados do Salão do Automóvel de São Paulo. O utilitário esportivo de grandes proporções tem na versão xDrive 40i motor 3.0 turbo de seis cilindros em linha com 340 cavalos de potência e aceleração de zero a 100 km/h em 5,5 segundos. Na configuração xDrive 50i, o motor é um 4.4 V8 com 462 cavalos de potência, com a mesma aceleração feita em 5 segundos. Para ambas as versões, o SUV da BMW tem transmissão automática de 8 velocidades com conversão de torque e tração integral.

Porsche GT3 RS

Com 70 anos de estrada, a Porsche desembarca no Salão de São Paulo destacando a nova geração do 911 GT3 RS, um dos esportivos com melhor desempenho do mercado mundial na atualidade. Com motor 4.0 aspirado de seis cilindros, a potência da lenda alemã é de 520 cavalos e torque de 47 kgfm. O carro utiliza na sua construção materiais leves como ligas de aço e alumínio. Para o mercado brasileiro, a Porsche liberou apenas 19 unidades, com preço de R$ 1.242.000.

BMW E SENAI-SP: PREPARANDO PROFISSIONAIS PARA O FUTURO

BMW E SENAI-SP: PREPARANDO PROFISSIONAIS PARA O FUTURO

Com investimentos na casa dos R$ 4 milhões –R$ 3 milhões em instalações, área construída e infraestrutura, e mais R$ 1 milhão em equipamentos e produtos –, a Academia BMW Group Brasil SENAI-SP surge para atender um complexo panorama de negócios e com forte expectativa de crescimento. “Esta co-training tem a missão de levar a um nível superior a questão da capacitação profissional nas áreas autônoma, conectada, eletrificada e compartilhada no País”, explica Helder Boavida, presidente da BMW do Brasil.

Ou seja, o novo centro de treinamento conta tecnologia de última geração para formação de profissionais em veículos elétricos e híbridos, sistemas de diagnóstico e programação, assim como agrega ferramental voltado para reparação de carrocerias feitas de alumínio.

Com uma área de 1.000 m², a edificação está em anexo às dependências da Escola SENAI-SP do Ipiranga. A previsão é atender 2.700 pessoas/ano, sendo 1.500 profissionais da própria rede BMW e as outras 1.200 vagas estarão disponíveis para a comunidade. Os primeiros treinamentos acadêmicos começam a partir da 2ª quinzena de janeiro de 2019. A inauguração do complexo aconteceu em 29 de outubro.

O novo local também está capacitado para treinar profissionais da rede BMW e alunos do SENAI–SP em tecnologias assistentes de condução semiautônoma presentes em veículos como o BMW X3 M40i, produzido na fábrica do BMW Group em Araquari (SC). O novo centro de treinamento oferecerá também capacitação técnica para as novas tecnologias em produtos e serviços das marcas BMW, MINI e BMW Motos.

Esta iniciativa ainda permitiu a unificação das áreas de capacitação específica de funilaria e pintura, de mecânica e eletrônica embarcada, além de favorecer a logística, reduzindo o tempo de deslocamento de equipamentos e de pessoal.

Para Paulo Skaf, presidente do SENAI-SP, o Brasil precisa estar mais conectado nas grandes mudanças tecnológicas no mundo. “A quarta revolução deverá chegar logo ao País. Por isso já estamos preparando a mão de obra do futuro”, completo Skaf.

TESTE: MINI COUNTRYMAN ALL4 FOI FEITO PARA ACELERAR

Clássico e ao mesmo tempo moderno, o grande diferencial do Mini John Cooper Works Countryman ALL4 não é seu design arrojado de formas robustas, mas sim o motor, considerado o mais potente já instalado em um modelo da marca britânica – que hoje é controlada pela alemã BMW. O propulsor 2.0 l de quatro cilindros turbo entrega generosos 231 cv de potência máxima. Além de tração integral e câmbio automático de oito velocidades. Com preço sugerido de R$ 219.990, a versão mais esportiva da linha Mini é para quem gosta de dirigir e acelerar forte.

O Countryman ALL4 adotou um bom pacote tecnológico que conta com controles de tração dinâmico (DTC) e de bloqueio eletrônico do diferencial (EDLC). Além disso, o carro traz freios Brembo, central multimídia com tela touch de 8,8 polegadas, sistema de navegação, áudio da grife Harman-Kardon, função Start/Stop e teto solar panorâmico.
Ao entrar no carro, o banco ‘concha’ abraça o motorista. Ou seja, o condutor fica colado ao assento, mesmo nas mudanças mais radicais de direção – só faltou o cinco de cinco pontas.

Então chegou a hora de dar o ‘start’. O botão que dá vida ao carro fica no console central (já que o All4 conta com chave presencial). De cara, o carro urra. O som do motor que sai do escape duplo é, ao mesmo tempo, ‘rouco’ e grave – um misto de Rod Stewart e Joe Cocker. A melodia instiga o motorista a pisar com vontade no acelerador. Segundo a marca, o novo Mini John Cooper Works Countryman ALL4 vai de zero a 100 km/h em 6,5 segundos e a velocidade máxima é superior a 230 km/h.

Modos de pilotagem

O crossover inglês oferece três perfis de condução: Sport, Mid e Green. Dependendo do modo escolhido, o carro pode alterar a rigidez do pedal do acelerador e da direção, as características do câmbio, assim como o controle dinâmico da suspensão.

Rodar com transmissão automática tradicional (Drive) é a melhor opção para encarar o trânsito carregado dos centros urbanos. Melhor ainda se o motorista selecionar opção Green, que otimiza o consumo de combustível, porém deixando as respostas do veículo mais lentas (ou mais racionais). Neste modo de condução a tração integral é desacoplada entre 50 km/h e 160 km/h, assim que o motorista tira o pé do acelerador. Já o modo Mid tem foco no conforto e também na eficiência.

Se você quer emoção, desloque a alavanca de câmbio para baixo e para a esquerda. Na posição Sport as trocas de marchas poderão ser feitas via paddle shift, alavancas que ficam atrás do volante, que garante trocas de marchas mais rápidas e emocionantes – tipo Stock Car ou Formula1. Neste modo de pilotagem até a calibragem dos amortecedores – mais rígida – favorece uma condução mais agressiva.

Como roda o esportivo

Entre aceleradas vigorosas e trocas de marcha rápidas, a potência máxima chega já a apenas 5.000 rpm. Com a subida de giro do motor o carro ganha velocidade rapidamente. Outro destaque fica por conta do torque – 35,7 kgfm, disponível a partir de 1.450 rpm. Traduzindo: muita força nas arrancadas e retomadas.
Dinamicamente, o Mini John Cooper Works Countryman ALL4 oferece estabilidade em curvas e rápidas desacelerações.

Para obter a menor perda de aderência, esse esportivo da Mini conta até com controle de largada.
Aliás, a tração integral ALL4 também garante estabilidade em situações adversas. Ela está acoplada ao controle dinâmico de estabilidade (DSC), que é responsável por oferecer respostas vigorosas. Para melhorar o desempenho do carro, os sistemas eletrônicos distribuem torque entre as rodas dianteiras e traseiras. Em média, o clássico esportivo da Mini faz 6 km/l, conforme o computador de bordo.

Suspensão e freios

O sistema de suspensão MacPherson (D) e Multi-link (D) – oferece uma posição elevada do veículo em relação ao solo – trabalha de forma bastante precisa, absorvendo bem as imperfeições do piso, mesmo com o uso de rodas aro 19 polegadas, calçadas com pneus de perfil esportivo (225/45). Em uso esportivo e com ajuda da tecnologia embarcada, a suspensão apresentou mais firme.

Superdimensionado, o sistema de freios fabricados pela grife italiana Brembo traz discos ventilados de pinça fixa e quatro pistões nas rodas dianteiras. As pinças foram pontadas em vermelho e ganharam o logo John Cooper Works.

O bom desempenho do carro se dá graças a transmissão automática Steptronic – com mais emoção por mio do paddle shift –, mas também ao baixo centro de gravidade e a suspensão bem acertada que gruda o carro no chão praticamente em todas as situações. Resumindo: potência com controle máximo. O Mini John Cooper Works Countryman ALL4 não é um Porsche 911, mas não deixa de ser um carro muito divertido de dirigir.

Fotos: Renato Teixeira / MinutoMotor

BMW FAZ CAMPANHA DE PRÉ-VENDA PARA F 750 GS E F 850 GS

Apresentadas oficialmente há exato um ano no Salão de Motos de Milão (ITA), a BMW Motorrad Brasil lança campanha de pré-reserva para as realmente novas BMW F 750 GS (77 cv) e F 850 GS (85 cv), que chegam ainda este ano nas concessionárias da marca. Os modelos já podem ser reservados com preços entre R$ 40.950 a R$ 50.950.

Produzidas na fábrica do BMW em Manaus (AM), as aventureiras da família GS são sinônimo de robustez, confiabilidade e durabilidade. Interessados podem fazer suas reservas , via internet, nos seguintes endereços: bmwmotorrad.net.br/prevendaf750gs e bmwmotorrad.net.br/prevendaf850gs .

A BMW F 750 GS (acima) será vendido no País em três versões, Sport (R$ 40.950), Premium (R$ 44.950) e Premium Kit Baixo (R$ 43.950). Já o modelo BMW F 850 GS será vendido nas versões Premium Kit Baixo (R$ 46.950) e Premium TFT (R$ 50.950).

A principal concorrente no segmento adventure é a família Tiger 800, da Triumph (acima), que tem levado vantagem no número de vendas este ano em função de sua recente atualização de seu modelo. A marca inglesa oferece ao consumidor brasileiro seis versões de sua 800cc e preços que varia entre R$ 43.190 e R$55.890. Com as novas BMW chegando ao mercado, a disputa pelo motociclista aventureiro vai ficar mais acirrada. No acumulado de emplacamentos em 2018, de janeiro a setembro, a BMW já emplacou 5.067 unidades e a Triumph 3.353 motos vendidas, segundo dados da Fenabrave. 

Mas há mais uma opção de compra. Por meio de uma parceria entre o BMW Serviços Financeiros e a Canopus, as novas aventureiras da marca poderão ser adquiridos via consórcio. Os planos que variam entre 32 a 92 meses, com possibilidade de serem contemplados mediante sorteio mensal, lance livre, lance fixo ou lance limitado. As parcelas iniciam em R$ 630,57 para o modelo F 750 GS e R$ 714,74 para o modelo F 850 GS — valores correspondentes a 92 meses.

BMW X1 2019 CHEGA MAIS EQUIPADO E MESMO PREÇO

O BMW X1 2019 traz várias novidades. A principal delas é a oferta de novos equipamentos sem que isso acarrete aumento no preço final do utilitário esportivo. A versão sDrive20i GP segue sendo vendida por R$ 191.950, mas incorporou alguns itens: sensor de estacionamento dianteiro, sistema de assistência de estacionamento (Parking Assistant) e bancos dianteiros com novo design. Já a versão sDrive20i X Line ganhou ainda bancos dianteiros esportivos e agrega itens de design externo como, por exemplo, grade dianteira com aletas cromadas, rack em alumínio satinado, para-choque dianteiro X Line e rodas de liga leve, de 18 polegadas e raios em ‘Y’. Preço sugerido de R$ 206.950.

O BMW traz mais uma novidade na linha 2019: a mudança da posição do emblema com a inscrição ‘X1’. Antes, ele ficava posicionado do lado direito da tampa do porta-malas. Agora, ele passa para a parte inferior da porta, sendo exibido logo abaixo da lanterna esquerda.

“O BMW X1 é o modelo mais vendido da marca no país e a oferta de novos equipamentos na linha 2019 está em sintonia com a nossa estratégia de aumentar o apelo do utilitário esportivo entre os consumidores e, consequentemente, potencializar sua competitividade no mercado brasileiro”, explica Nina Dragone, diretora de Marketing e Produto da BMW do Brasil.

De acordo com a Fenabrave, o BMW X1 registrou 4.137 unidades vendidas em 2017, fechando ano na liderança do segmento de utilitários esportivos premium nacional; mantendo esta mesma posição neste ano, com 2.324 veículos emplacados de janeiro a julho.


O SUV da BMW traz sob o capô o consagrado motor de quatro cilindros, dotado de tecnologia TwinPower Turbo ActiveFlex, de 1.998 cm³ e capaz de entregar 192 cavalos de potência, a 5.000 rpm, e 280 Nm de torque, a 1.250 rpm. O conjunto motriz conta ainda com uma tração dianteira e uma transmissão automática de oito velocidades, capaz de levar o veículo à velocidade máxima de 225 km/h e impulsioná-lo de 0 (zero) a 100 km/h em apenas 7,7 segundos.

Entre as tecnologias embarcadas neste BMW, os destaques ficam para o sistema de gerenciamento do motor Driving Experience Control, com Eco Pro; faróis Full-LED, com sensor de chuva e acionamento automático dos faróis baixos; e Sistema de Navegação com tela de 6,5 polegadas e equipado com novo BMW ConnectedDrive, que incorpora Serviços de Concierge, Informações de Trânsito em tempo real, Chamada de Emergência Inteligente e Preparação para Apple CarPlay.

O volante esportivo é revestido com couro e equipado com alavancas para efetuar trocas rápidas de marcha (Paddle-Shift). O BMW X1 conta ainda como seis airbags, controles de estabilidade e tração, e pneus Star Marking com tecnologia Run-flat. Tudo de série!

Robusto por fora e sofisticado por dentro, o BMW X1 ostenta 4,439 metros de comprimento, 1,821 m de largura e 1,612 m de altura, com 2,670 m de distância entre eixos. Já o porta-malas tem capacidade para 505 litros de bagagens, mas que pode ser ampliado para 1.550 l com o banco traseiro rebatido. Produzido em Araquari (SC) desde 2016, o BMW X1 sDrive20i 2019 é disponibilizado com cinco opções de cores, sendo duas sólidas (Branco Alpino e Preto II) e três metálicas (Preto Safira, Prata Glacier e Cinza Mineral). As versões sDrive20i GP e sDrive20i X-Line contarão com duas opções de revestimento Sensatec (Preto e Oyster).

PASSEIO DE MOTO PELOS ALPES REÚNE BELAS PAISAGENS E BOA GASTRONOMIA

No inverno, os Alpes europeus ficam bicolor: o branco da neve depositada no cume das montanhas se funde com o azul do céu. Este cenário atrai milhares de turistas todos os anos para aproveitar o clima e pretexto para a pratica de esportes radicais como, por exemplo, esqui e snowboard. No verão é a hora e a vez dos motociclistas invadirem os alpes e transformar a região em um verdadeiro parque de diversão à céu aberto, isso em função da grande quantidade de curvas. Um belo passeio por meio das cênicas estradas europeias que cruzam vales e os mais famosos passos alpinos.
Com início e término em Erdinger, Alemanha, o mototurista que participará do Tour Alpes 2018, organizado pela 2Ride em parceria com a Power Motorrad e Triple Triumph, conhecerá algumas das mais charmosas cidades da Áustria, Suíça, Itália e, é claro, da própria Alemanha. Isso sem falar na experiência única de ter contato direto com a história, cultura e gastronomia de uma das regiões mais aconchegantes da Europa. A viagem sobre duas rodas acontece entre 21 de setembro a 30 de setembro, com grupos reduzidos e preço altamente competitivo.


Seja nas Autobahns, estradas de mão única ou em deslocamentos por rodovias vicinais, o Tour Alpes 2018 percorre paisagens de tirar o fôlego que somente as estradas que serpenteiam as montanhas podem proporcionar. Ou seja, cada parada uma surpresa quase que cinematográfica! O percurso total é de 1.800 quilômetros, com média de 200 quilômetros/dia.
Esta viagem pelos Alpes europeus tem como destaque os Passos Stelvio, Umbrail, Foscagno, Rolle, Grossglockner, Gavia, Croce Domini, além do Lago Hydra, Garda e as maravilhosas Dolomitas, com seus vários passos e estradas deslumbrantes.
Os mototuristas terão a oportunidade de conhecer com tranquilidade as principais cidades deste roteiro: Bormio, Gargnano e Corvada In Badia, bem como seus costumes, comidas típicas, vinhos e arquitetura. Os restaurantes e hotéis foram escolhidos para proporcionar a melhor e prazerosa experiência possível.
Com grupos reduzidos – máximo sete casais – a 2Ride aposta em uma viagem com atendimento personalizado,  conforto e muita segurança. A moto escolhida para o  Tour Alpes 2018 será a bigtrail BMW R 1200 GS, com todos os opcionais e três malas rígidas. 

Preço
O valor do pacote para o casal é de € 4.000 (Quatro Mil Euros). O preço contempla hotéis, aluguel da moto equipada com três malas rígidas e seguro. Não está incluso: alimentação, bebidas, pedágios, ingressos e bilhete aéreo. É obrigatório o uso de todos os equipamentos de proteção: capacete, botas, luvas, jaqueta e calça com proteções. Não é permitido o uso de calça jeans, tênis e capacete aberto.
Serviço
E-mail: contato@2ride.com.br ou (11) 99586-8093, com Edgar Rocha. 
* Viagem sujeita ao número mínimo participantes. Realização da viagem atrelada a condições climáticas.