HOJE É SEXTA: VAMOS PRATICAR O MOTOTURISMO?

 

Ferramenta de trabalho, opção inteligente para a questão da mobilidade urbana, a moto é também um instrumento de prazer. Já que ela pode levar o homem a conhecer novos lugares, novas culturas… Pode ser considerada um agente de socialização. Não há nada melhor que depois de dezenas de quilômetros rodados parar em uma cidadezinha, fazer novas amizades – ou rever velhos amigos de estrada –, poder trocar experiências e contar ‘causos’. E isso é uma experiência única!
Pode ser ainda um ‘rolê’ no centro velho, conhecer uma cidade histórica, descer para o litoral e ver o mar. Muitas vezes a moto se transforma em um tanque de guerra que enfrenta obstáculos. Em outras oportunidades em um avião para devorar as curvas de um autódromo em alta velocidade. É ir até onde a imaginação deixar (ou a rodovia permitir). Praticar o mototurismo é um estado de espírito, um estilo de vida que rejuvenesce as pessoas .
Não tem nenhuma ligação com marca, modelo ou cilindrada. Claro que há afinidades, gosto pessoal. Mas no final não importa o tamanho do “brinquedo”. O que importa mesmo é se aventurar, programar roteiros incríveis, já que a moto não tem fronteiras. Espero que as 11 fotos de Johanes Duarte, do Photo & Road, inspirem muitas pessoas a redescobrirem o Brasil sobre duas rodas, um País continental de inúmeras belezas!
Revise a moto, faça as malas e boa viagem. Bons equipamentos são fundamentais para uma viagem mais confortável e segura. Ah! Não esqueça da capa de chuva. O smartphone também é indispensável para registrar os momentos de alegria e descontração. Agora é pé na estrada!!!

FOTOS: Johanes Duarte / Photo & Road – www.photoandroad.com

PASSEIO DE MOTO PELOS ALPES REÚNE BELAS PAISAGENS E BOA GASTRONOMIA

No inverno, os Alpes europeus ficam bicolor: o branco da neve depositada no cume das montanhas se funde com o azul do céu. Este cenário atrai milhares de turistas todos os anos para aproveitar o clima e pretexto para a pratica de esportes radicais como, por exemplo, esqui e snowboard. No verão é a hora e a vez dos motociclistas invadirem os alpes e transformar a região em um verdadeiro parque de diversão à céu aberto, isso em função da grande quantidade de curvas. Um belo passeio por meio das cênicas estradas europeias que cruzam vales e os mais famosos passos alpinos.
Com início e término em Erdinger, Alemanha, o mototurista que participará do Tour Alpes 2018, organizado pela 2Ride em parceria com a Power Motorrad e Triple Triumph, conhecerá algumas das mais charmosas cidades da Áustria, Suíça, Itália e, é claro, da própria Alemanha. Isso sem falar na experiência única de ter contato direto com a história, cultura e gastronomia de uma das regiões mais aconchegantes da Europa. A viagem sobre duas rodas acontece entre 21 de setembro a 30 de setembro, com grupos reduzidos e preço altamente competitivo.


Seja nas Autobahns, estradas de mão única ou em deslocamentos por rodovias vicinais, o Tour Alpes 2018 percorre paisagens de tirar o fôlego que somente as estradas que serpenteiam as montanhas podem proporcionar. Ou seja, cada parada uma surpresa quase que cinematográfica! O percurso total é de 1.800 quilômetros, com média de 200 quilômetros/dia.
Esta viagem pelos Alpes europeus tem como destaque os Passos Stelvio, Umbrail, Foscagno, Rolle, Grossglockner, Gavia, Croce Domini, além do Lago Hydra, Garda e as maravilhosas Dolomitas, com seus vários passos e estradas deslumbrantes.
Os mototuristas terão a oportunidade de conhecer com tranquilidade as principais cidades deste roteiro: Bormio, Gargnano e Corvada In Badia, bem como seus costumes, comidas típicas, vinhos e arquitetura. Os restaurantes e hotéis foram escolhidos para proporcionar a melhor e prazerosa experiência possível.
Com grupos reduzidos – máximo sete casais – a 2Ride aposta em uma viagem com atendimento personalizado,  conforto e muita segurança. A moto escolhida para o  Tour Alpes 2018 será a bigtrail BMW R 1200 GS, com todos os opcionais e três malas rígidas. 

Preço
O valor do pacote para o casal é de € 4.000 (Quatro Mil Euros). O preço contempla hotéis, aluguel da moto equipada com três malas rígidas e seguro. Não está incluso: alimentação, bebidas, pedágios, ingressos e bilhete aéreo. É obrigatório o uso de todos os equipamentos de proteção: capacete, botas, luvas, jaqueta e calça com proteções. Não é permitido o uso de calça jeans, tênis e capacete aberto.
Serviço
E-mail: contato@2ride.com.br ou (11) 99586-8093, com Edgar Rocha. 
* Viagem sujeita ao número mínimo participantes. Realização da viagem atrelada a condições climáticas.

COMETA FLECHA VOLTA A ENCARAR A ESTRADA


Quem tem mais de 40 anos e foi morador da cidade de São Paulo nas décadas de 1960, 1970 e início dos anos 1980, com certeza irá lembrar do Terminal Rodoviário da Luz e sua fachada decorada com acrílicos coloridos. De lá partiam ônibus para o interior e também para outros estados. A vida da antiga rodoviária durou praticamente duas décadas (de 1961 a 1982), mas o saudosismo ficou na memória de paulistanos e migrantes que chegam e partiam do centro de cidade.

Para resgatar um pouco desta história, a Viação Cometa está colocando em operação o Flecha, ônibus ícone de conforto e segurança que rodou por este “mundão” chamado Brasil entre os anos de 1960 e 1970. O motivo para este retorno é a comemoração dos 70 anos da empresa. Para festejar, o Grupo Cometa elaborou 70 destinos que serão realizados pelo Flecha, que foi totalmente remodelado. A “viagem no tempo” tem prazo de validade: até 12 de junho.

O Flecha percorrerá vários trajetos saindo de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, entre outras cidades. Todos as rotas e horários podem ser consultados no site www.viacaocometa.com.br/viagem-flecha. Há a possibilidade de fazer a compra da passagem on-line. Quem tiver o privilégio de rodar no Flecha irá, com certeza, resgatar na memória a potência do motor Scania, a exclusividade da suspensão a ar e, é claro, do revestimento dos bancos em couro vermelho. Fica a dica e boa viagem!