Unidas pela internet, dez mulheres irão de moto até o Deserto do Atacama, no Chile

A comerciante Sonia Anfuso pilotará uma BMW R 1200 GS / Arquivo Pessoal

O que existe em comum entre donas de casa, servidoras públicas, comerciante, engenheira, médica veterinária, militar, advogada e professora? Dez mulheres se conectaram pela internet, mas querem realizar uma experiência real e única, já que compartilham a mesma paixão e desafio: viajar sobre duas rodas. Elas não se conhecem pessoalmente, porém o encontro já tem data e local. Dia 3 de outubro, em Foz do Iguaçu (PR), para o início da “Expedição Rosas do Deserto”, que levará as 10 moto-aventureiras até o Deserto do Atacama, no Chile. Ao logo de sete mil quilômetros e 26 dias de entrada, o grupo promete união, superação, aprendizado e bom-humor.

Com uma Honda Shadow 750, a dona de casa Telma Crummenauer  superou a depressão / Arquivo Pessoal

Tudo começou com a dona de casa curitibana Telma Crummenauer. Após 26 anos na garupa do marido ganhou uma moto. Recuperada da depressão, foi no veículo de duas rodas que Telma encontrou forças para retomar o acelerador da sua vida. Foi a encontros, fez amizades e se reinventou. Mas como ainda não havia encarado uma longa viagem, ela se perguntou porque não iniciar a comemoração dos 50 anos na estrada?

A internet conectou 10 mulheres motociclistas que irão até o Chile / Arquivo Pessoal

“A motocicleta me salvou. Formei um motoclube de mulheres, as ‘Filhas do Vento e da Liberdade’. Somos mais de seis mil interagindo pelo Facebook. Há muito tempo vinha pensando nessa viagem, foi quando eu conheci a Gean Neide, que já deu a volta ao mundo de moto e rodou por 65 países sozinha. Ela me disse para reunir a turma, que ela nos levaria, e cá estamos”, explica Telma.

Gean Neide rodou de moto por 65 países e já escreveu livros  / Arquivo Pessoal

Gean também teve a vida transformada pela motocicleta. A militar de 51 anos tirou sua carteira de habilitação, Categoria A (moto), apenas aos 46, após passar por um segundo divórcio. O plano inicial usar a moto no dia a dia para economizar, mas logo veio à tona o sonho de viajar sozinha, que se concretizou em uma viagem entre Natal (RN) e Atacama, no Chile. Depois, ela não parou mais de acelerar. Lançou livros e deu palestras para incentivar as mulheres a encarar seus medos, tomar as rédeas de suas vidas e acelerar sua motocicleta.

A servidora pública Luciana Nicoforenko, de 37 anos, é a mais nova do grupo / Arquivo Pessoal

“Me coloquei a disposição para ajudar àquelas que gostariam de resignificar a sua própria história, assim como eu. Para mim, levá-las até o Deserto do Atacama é, antes de tudo, uma experiência social. É a oportunidade que tenho de quebrar paradigmas e mostrar que as mulheres são capazes de grandes feitos ou até mesmo de conviver e aprender com colaboração mútua”, afirma Gean Neide.

Kátia Lima irá pilotar a bigtrail Triumph Tiger 1200 Explorer  / Arquivo Pessoal

Para a experiente motociclista Gean, a viagem pode parecer fácil, porém, para as demais será tudo novidade. Assim como Telma, a maioria nunca pilotou por longas distâncias. São mulheres entre 37 e 69 anos, com profissões, estilos de vida e motos diferentes. “Serão sete mil quilômetros em 26 dias. Não fizemos muitos planos, iremos no nosso tempo, sempre rodando em grupo, sem deixar ninguém para trás. Vamos enfrentar temperaturas entre 8 e 40 graus, talvez até neve. Iremos acampar pelo caminho e dormir em barracas. Será uma grande aventura, uma oportunidade única de aprendizado e lições para todas nós”, finaliza Telma.

Logotipo da Expedição Rosas do Deserto / Reprodução

Quem são as ‘Rosas do Deserto’?

  • Kátia de Lima Silva – 53 anos, servidora pública aposentada, de Brasília (DF). Irá pilotar uma Triumph Tiger 1200 Explorer
  • Sulamita Morini – 58 anos, dona de casa, de Florianópolis (SC). Irá pilotar uma Kawasaki Vulcan 650
  • Sonia Anfuso – 56 anos, comerciante, de Tucumán – Argentina. Irá pilotar uma BMW R 1200GS
  • Telma Crummenauer – 50 anos, dona de casa, de Curitiba (PR). Irá pilotar uma Honda Shadow 750
Já a dona de casa Sulamita Morini vai com a custom Kawasaki Vulcan 650S / Arquivo Pessoal
  • Simone Freire – 56 anos, engenheira, de Natal (RN). Irá pilotar uma Honda NC 750X
  • Polyana Iark – 39 anos, médica veterinária, de Curitiba (PR). Irá pilotar uma Honda NC 700X
  • Gean Neide – 51 anos, militar, de Natal (RN). Irá pilotar uma Honda NC 700X
  • Silvana da Costa Santiago – 53 anos, advogada, de São Paulo. Irá pilotar uma Kawasaki Vulcan 650S
  • Luciana Nicoforenko – 37 anos, servidora pública, de Foz do Iguaçu (PR). Irá pilotar uma Kawasaki Versys 650
  • Graça Santos – 69 anos, professora, de Natal (RN). Irá pilotar uma Honda CB 500

17 Comentários

  1. NETO

    Que espetáculo nessa data devem estar na estrada, seria um orgulho conhecer vocês, tenho uma amiga de itajai-sc que seria uma boa companhia para vocês, motociclista, forte e guerreira, muita calma e persistência na estrada, um beijo no coração de vocês.

    Responder
  2. Eliane Vicentini

    Quero desejar para vocês guerreiras, uma excelente viagem. Muitas bênçãos no caminho, um ótimo passeio para todas. Espero estar na próxima com vocês.

    Responder
  3. Lenimar Callado

    Orgulho de ser filha do vento e da liberdade, gratidão meninas ,,,obrigada Telma Crummenauer por tudo que efetivamente faz nas nossas vidas,,

    Responder
  4. Gleyciane

    Meu sonho ainda realizo …. boa sorte e boa viagem a todas na próxima espero estar junta sou de Fortaleza e to tentando superar uns problemas e conseguir passar na minha prova e comprar a minha bb pra viajar … beijos 😘 a todas

    Responder
    • Alice

      Boa sorte meninas !!! Deus abençoe pois o mesmo estará junto na garupa!!! Um dia também vou com vocês!!!

      Responder
  5. João Chikui

    Parabéns meninas
    Não esqueçam de folha de coca ou bala de coca para evitar mau da altitude
    Passar mau de carro já é ruim
    De moto é perigoso
    Boa viagem. Vão com Deus

    Responder
  6. Mario

    Parabéns antecipado as guerreiras e que registrem tudo em fotos e vídeos.. tenho certeza que irá inspirar outras mulheres a fazerem o mesmo. Pode ser o comeco de uma epopeia. E as experientes Gean e Simone…repassem seus conhecimentos adquiridos nos varios cursos de pilotagem em Natal.

    Responder
  7. Neia

    Quero muito encontrar uma turma assim .Me convidem tenho uma Shadow 750 que é minha paixão,.me add 16 991081541 quero conhece-las

    Responder
  8. TANIA REGINA DE ALMEIDA

    Uau que show! Se soubesse a tempo tirava minhas férias e me juntava nesta viagem! Já fiz Argentina e Uruguai com uma amiga mas esta realmente dá gosto só de ler!!
    Ainda mas que li a história de algumas e me vi em suas histórias de vida! Parabéns meninas!!

    Responder
  9. Marcos

    O sonho de realizar uma viagem assim com amigos ou mulheres assim, temos que tirar tudo de bom nisso para aprender com elas parabéns.

    Responder
  10. SANDRA Fernandes

    Que máximo!!! mulheres que já sabem o que querem, Isso é perfeito, façam isso é muito mais… para nós que sabemos o que queremos o céu é o limite.
    Boa viagem lindas🤩

    Responder
  11. Sandra

    Me enche de orgulho vê-las nesse projeto. Que Deus abençoe essa expedição e que vcs compartilham cada linha escrita dessa história.
    Estou na garupa de vcs!

    Responder
  12. José Márcio

    Parabéns a todas as motociclistas, bela iniciativa e coragem. Estamos torcendo por vocês, que façam uma tranquila viagem e curtam muito essa aventura.

    Responder

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.