VÍDEO: Pilotamos o novo NMax 160 ABS 2021, que chega totalmente renovado

O NMax 160 ABS 2021 chega totalmente renovado. E não foi só na parte estética, o scooter de Yamaha traz novos motor e chassi e a suspensão foi recalibrada. De quebra, o modelo apresenta novas tecnologias: painel 100% digital, chave presencial, sistema Start & Stop e tomada 12 Volts. A nova versão – com três opções de cores – já chegou à rede de concessionárias com aumento de cerca de 8% (R$ 1.200) comparado com o modelo anterior. O preço público sugerido é de R$ 14.990 (+ frete). O seu principal concorrente, o PCX Sport ABS tem preço público sugerido de R$ 14.410 (frete não incluso), e o modelo Honda conta com o sistema ABS apenas na roda dianteira. Outro diferencial, além de um melhor comportamento dinâmico, é que o novo NMax 160 ABS 2021 conta com a revisão com preço fixo e garantia de quatro anos.

DESIGN
O modelo ganhou linhas mais esportivas, parabrisa mais alto e novos conjuntos ópticos (dianteiro e traseiros), ambos de LED. Detalhe, a lanterna traseira bipartida. Além disso, as luzes de seta ganharam sistema de pisca-alerta. O scooter traz nonas rodas, mais leves e fundidas em liga de alumínio. Com diâmetro de 13 polegadas diâmetro estão calçadas com pneus sem câmara: 110/70, na dianteira, e 130/70, na traseira, considerados os mais largos da categoria.

O banco do NMax 160 ABS 2021 foi redesenhado, com formato mais anatômico e mais longo – 826,5mm de comprimento. Resultado: piloto fica mais encaixado e o garupa estará em uma posição mais elevada. Já em função do novo quadro tubular, o scooter oferece um pouco mais de espaço para apoio dos pés. Isso porque o túnel que fica entre as pernas está mais estreito, oferecendo uma plataforma 5mm mais larga para apoio dos pés.

MOTORIZAÇÃO EFICIENTE
Cilindro, cabeçote, pistão, válvulas, biela, virabrequim e até mesmo a carcaça. Tudo novo no motor do NMax 2021. Nesta nova versão potência máxima aumentou para 15,4 cv a 8.000 rpm. Já o torque máximo permanece praticamente o mesmo: 1,4 kgf.m a 6.500 giros, que lhe garante ser bem esperto em baixas rotações. Já a potência chega a partir dos 6.000 giros.

CICLÍSTICA ACERTADA
Mais rígido, o chassi tubular da segunda geração do NMax 160 tem novo desenho e oferece maior estabilidade. E função das suspensões que foram retrabalhadas, o novo NMax está mais estável, roda no trilho e fica grudado no chão. A nova geração copia bem as irregularidades do terreno, principalmente pela ajuda do novo posicionamento do pivô da suspensão, que está bem mais baixo que na versão anterior. Os amortecedores também foram recalibrados. O traseiro tem curso de 86mm. Já o garfo telescópico, 100mm de curso. Tudo pensado para ampliar a capacidade de absorver impactos, sem prejudicar a estabilidade e firmeza na condução. O NMax 160 foi o primeiro scooter de seu segmento com sistema de freio antitravamento (ABS) nas duas rodas como item de série.

IMPRESSÕES DE PILOTAGEM
De cara quatro características chamaram a atenção do NMax 160 2021: o novo visual, o botão do Start & Stop no punho direito, o painel digital em formato retangular e o desenho do assento, que deixou o piloto mais encaixado. Com vigor em baixas rotações e potência em médios regimes, o NMax é bem “espertinho” e roda com tranquilidade a 110 Km/h. O tanque de combustível da nova versão do novo NMax teve capacidade ampliada em 7%, aumentando de 6,6 litros para 7,1 litros de gasolina. Faz cerca de 35 km/litro e sua autonomia é de 250 km. Ou seja, um bom companheiro na cidade, que pode até rodar um uma via mais rápida, em uma ligação entre municípios.

Esse bom desempenho se dá em função da adoção do sistema VVA (Variable Valve Actuation) de controle de abertura variável das 2 válvulas de admissão, que não é nenhuma novidade dentro da Yamaha. Porém com esse sistema é possível ter ótimo torque em baixa e respostas contundentes em alta rotação, determinando o momento de abertura e fechamento das válvulas conforme a rotação do motor e a carga. Outro ponto que merece aplausos é o novo chassi que ofereceu uma maior rigidez torcional e maior concentração de massa, já que o tanque de combustível cresceu e ganhou 500 ml de gasolina. Aliado a isso, o conjunto de suspensão foi retrabalhado.

Esse trabalho de absorção de impactos também é compartilhado com os pneus. Em função de todos os ajustes na parte ciclística é possível fazer rápidas mudanças de direção, sem comprometer o equilíbrio e a segurança. O ABS nas duas rodas (de dois canais) oferece muita segurança, principalmente nas frenagens de emergência. O piloto sente o manete vibrar, indicando que o sistema antitravamento entrou em ação. Ponto positivo para o produto que pode ser a porta de entrada de muitos consumidores ao mundo das duas rodas, principalmente àqueles que buscam um veículo racional para o “Novo Normal”! A nova geração do NMax é muita divertida e segura, seja para novatos ou experientes que querem agilidade, segurança e economia.

O trajeto do test-ride foi de 70 quilômetros simulou todos os tipos de piso e tráfego: pista simples, dupla, subidas, descidas, vias rápidas e até trecho em paralelepípedo no qual o scooter cruzou por pequenos vilarejos na região de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo.

YAMAHA NMAX 160 ABS 2021

Motor: SOHC, 4 válvulas, 4 tempos, Refrigeração líquida

Potência Máxima: 15,4 cv (8.000 rpm)

Torque: 1,4 kgf.m (6.500 rpm)

Cilindrada: 155 cc

Alimentação: Injeção eletrônica

Tipo de combustível: Gasolina

Câmbio: CVT

Tanque Combustível: 7,1 litros

Dimensões:

Altura mínima do solo: 125 mm

Comprimento x Largura x Altura: 1935 x 740 x 1160 mm

Altura do assento: 765 mm

Chassi: Underbone

Suspensão dianteira: Garfo telescópico, 100mm de curso

Suspensão traseira: Motor-balança, 86mm de curso

Freio dianteiro Disco 230 mm ABS

Freio traseiro Disco 230 mm ABS

Capacidade do tanque: 7,1 L (1,7L de reserva)

Peso: 131 kg

Pneu dianteiro 110/70-13

Pneu traseiro 130/70-13

Preço: R$ 14.990

4 Comentários

  1. taylor pedreira

    tenho uma N-MAX-160 2020 e posso falar com propriedade que é uma scooter que atende perfeitamente a minha necessidade e já estou de olho na 2021, yamaha me surpreendeu com tanta tecnologia.

    Responder
  2. mario

    Está querendo acompanhar a Honda, fazendo de seu scooter algo caro, fora da proposta . Mais de 15 mil num scooter 150 160 cc chama-se extorsão.

    Responder

Deixe seu Comentário

Seu E-mail não Será Publicado.