EXCLUSIVO: Salão de Motos de Milão (ITA): De volta à adrenalina dos motores – a combustão e também elétricos

Dia 25, quinta-feira, começa o Salão de Motos de Milão – EICMA 2021– e o MinutoMotor está na Itália para acompanhar, de perto, a edição número 78. A Fiera Milano Rho receberá mais de 820 marcas e expositores de 35 paíse, que foram divididos em cinco pavilhões do centro de exposições milanês. O salão – o maior e mais concorrido do mundo – trará vários lançamentos em termos de motos, produtos, equipamentos, além de test-rides, opções de mobilidade urbana, entretenimento e uma homenagem à Valentino Rossi, piloto da MotoGP que aposentou este mês, depois de novo títulos mundiais na motovelocidade internacional. Apesar da retomada gradual em tempos de pandemia, o EICMA terá muitas surpresas e duas ausências: Ducati e BMW. O evento acontece de forma presencial, porém seguindo todos os procedimentos adotados pelo ministério da saúde italiano.

Em relação aos lançamentos de motos, várias marcas prometem surpresas. Confira algumas: a nova aventureira da Honda, a NT 1100 (acima) – que foi construída tendo como base a Africa Twin; as esportivas Yamaha YZF-R6 Race e YZF-R6 GYTR; as custom Z650RS e Z900RS Cafe, da Kawasaki; as versáteis Tiger Sport 660, Speed Triple1200 RR e Explorer 1200, da Triumph, além da trail Aprilia Tuareg 660 e das clássicas Royal Enfield Classic 350 e Super Meteor 650.

Os visitantes – todos vacinados – terão ainda a oportunidade de realizar testes em motos (Royal Enfield, por exemplo) e também em bicicletas elétricas (assistidas por pedal) dentro de uma pista criada no pavilhão 24. Por fim, há um espaço enorme dedicado para start-ups e o futuro da mobilidade urbana sobre duas rodas, que acolhe 75 projetos internacionais inovadores.

Uma edição que, depois da parada forçada ano passado em função da Covid-19, aposta na paixão dos motociclistas. O “Welcome back Adrenalina” foi tema escolhido para o lançamento da campanha publicitária do EICMA 2021, que reunirá a comunidade de fãs, potenciando a emoção que mais os une. Num setor de commodities onde a paixão continua a motivar as compras, a relação direta com os produtos da indústria de referência e a dimensão emocional e sensorial tornam o modelo EICMA atual e aberto ao futuro.

“Estamos sempre mais convictos de que uma solução virtual não pode substituir totalmente a experiência de visitação que trazemos a palco com expositores que voltam a investir neste evento: nem para o grande público, nem para os milhares de operadores do setor que demonstram vontade de voltar a fazer negócios ao vivo, principalmente neste momento tão dinâmico e interessante para o nosso mercado”, afirma Pietro Meda, presidente o EICMA.

O jornalista Aldo Tizzani, editor do MinutoMotor, viajou para Itália à convite do ITA – Italian Trade Agency e do ICE – Agência para a InternacionaIização das Empresas Italianas