EXCLUSIVO: Salão de Motos de Milão – Novidades e tendências elétricas

Linha NIU

Hoje, os veículos elétricos são uma realidade em todo o mundo. E, aos poucos, mais projetos (marcas e modelos) estão surgindo para o segmento de duas rodas. A participação ainda é bem pequena se compararmos com os modelos à combustão disponíveis, mas os fabricantes asiáticos, em parceria com o consumidor europeu, devem aumentar o consumo deste tipo de “transporte”, que ganhará mais força nos próximos anos. E esta tendência de uma maior necessidade de mobilidade e eletrificação ficou muito visível durante o EICMA 2021, com grandes áreas dedicada aos veículos elétricos: motos, scooters, bikes e patinetes.

Vespa Elettrica

A questão da micro mobilidade urbana, que pode interligar vários modais – ônibus e metrô – também pode atuar nas entregas de delivery. O grande diferencial da Europa é que o piso é plano e o asfalto é de melhor qualidade; isso sem falar nas menores distâncias percorridas pelo usuário, seja para um deslocamento mais longo pode usar uma estação de metrô para fazer uma “ponte” e realizar sua entrega.

Lançamento Socco Stash

Neste campo cheio de oportunidades, algumas empresas se destacaram no São de Milão. Como, por exemplo, os produtos da chinesa AIMA, que fornece modelos para a Voltz aqui no Brasil. Já a NIU apresenta veículos de excelente qualidade, porém ainda caros para os consumidores, principalmente os asiáticos. Em função de sua arquitetura, com rodas pequenas, os modelos da marca chinesa teriam mais dificuldades em rodar no Brasil por conta das condições do nosso asfalto (muito irregular).

Kymco Ionex

Já a Gogoro, de Taiwan, desenvolveu uma plataforma elétrica que pode atender seu produtos e já está também compartilhando esta tecnologia com outros fabricantes de menor participação no mercado asiático. A principal marca taiwanesa de veículos elétricos, a Gogoro nasceu como startup e agora criou um painel para a troca de baterias, que podem ser instalados em várias marcas de veículos e poderão estar em dezenas de pontos espalhados pelos grandes centros. Em cinco anos de atividade, a Gogoro já detém 10% do mercado de veículos elétricos em Taiwan.

Cake Utitlity

Outro destaque do EICMA foi a Cake. A empresa sueca voltou todos seus esforços para criar um veículo elétrico para entregas baseado na simplicidade estrutural e baixíssimo custo de manutenção, com o mínimo de peças de desgaste e carenagens. Resumido, a marca apresentou um produto robusto e que não dá manutenção. Por enquanto inviável para o mercado brasileiro.

O jornalista Aldo Tizzani, editor do MinutoMotor, viajou para Itália à convite do ITA – Agência para a Internacionalização das Empresas Italianas, com sede em São Paulo (SP)(www.ice-sanpaolo.com.br)