Na ‘Fórmula 1 do Gelo’, equipe brasileira de bobsled usa capacete de moto nos Jogos de Inverno, na China

Foto: IBSF / Divulgação

Os Jogos Olímpicos de Inverno – Pequim 2022 começou hoje com as provas de Curling, uma espécie de bocha no gelo, cujo objetivo é lançar pedras de granito o mais próximo de um alvo, utilizando para isso a ajuda de ‘varredores’. Já o time brasileiro de bobsled vai estrear nas Olimpíadas em 14 de fevereiro, na modalidade considerada a ‘Fórmula 1 do Gelo’, já que o trenó atinge 150 Km/h. A equipe é formada por Edson Bindillati, Edson Martins, Erick Vianna e Rafael Souza. Jefferson Sabino será o reserva imediato. O quinteto brasileiro usará na competição um capacete de moto – o B12, modelo recém-lançado da linha Premium da Bieffe.

Divulgação Bieffe

O bobsled – conhecido como a “Fórmula 1 do Gelo” – é um esporte de inverno coletivo, disputado em duplas ou quartetos, que descem em um trenó em pistas de gelo. Nas competições, cada equipe faz de duas a quatro descidas e vence quem tiver o menor tempo no total. A meta do time brasileiro é chegar entre os 15 primeiros. Hoje, o trenó chega a mais de 150 Km/h, por isso um bom equipamento de segurança é fundamental. Além do trenó, dos calçados e das roupas especiais, a equipe brasileira usará outro equipamento, que é item obrigatório também para os motociclistas: o capacete. Na China, o quinteto brasileiro vestirá o Bieffe B12, um dos modelos mais seguros e confortáveis da linha Premium da marca, que completa 50 anos em 2022. O capacete de moto, fabricado no interior de São Paulo, custa cerca de R$ 540.

Foto: IBSF / Divulgação

Os capacetes Bieffe são utilizados pela equipe brasileira de bobsled desde 2017. Já o B12 passou a equipar o time desde o seu lançamento, no ano passado. O modelo é leve, apresenta design aerodinâmico – projetado em túnel de vento virtual -, além de um eficiente sistema de ventilação e um grande campo de visão. Com alto grau de segurança e homologado pelo Inmetro, a versão usada pela equipe de bobsled é a “Flat”, com grafismo arrojado nas cores azul e amarelo. O diferencial do modelo usado pela equipe de bobsled é que o capacete traz na parte frontal e traseira a palavra “BRASIL”, que identifica a equipe na pista.

Divulgação Bieffe

Com duas participações olímpicas – Rússia e Coreia do Sul –, o Edson Martins afirma que no bobsled a segurança vem em primeiro lugar. “Quando usamos o B12 nos sentimos bem protegidos, porque já visitamos a fábrica em Iracemápolis e sabemos como é todo o processo de fabricação, que utiliza materiais de última geração. Agradeço a Bieffe pela parceria!”, explica o atleta, ansioso pela estreia nos Jogos de Inverno de Pequim.