VÍDEO: Com tecnologia de ponta, confira todos os detalhes da Honda CRF 1100L Africa Twin 2021

O mercado das bigtrail, aquelas motos que encaram qualquer tipo de aventura, é hoje dominado por modelos BMW (R 1250 GS, F 850 GS e F 750 GS) e pelas Triumph Tiger 900 e 1200. Neste segmento que tem no Brasil um grande potencial de crescimento, a Honda quer colocar a novíssima CRF 1100 L Africa Twin 2021 em uma posição de destaque. A moto, que é vendida em quatro versões – duas com câmbio mecânico e duas com transmissão de dupla embreagem (DCT) – está com uma roupagem mais jovem e, ao mesmo tempo, mais agressiva. Ganhou mais tecnologia e um motor maior e mais potente. Este bicilíndrico de 1.084 cm3 de capacidade oferece 99,3 cv de potência e 10,5 kgf.m de torque. Ou seja, em comparação à versão anterior, o propulsor ganhou cerca de 12% de potência e 10% na força.

Fotos Divulgação

Além do propulsor mais vigoroso e de respostas mais rápidas, o que impressiona no modelo topo de linha da família Adventure da Honda, a CRF 1100L Africa Twin Adventure Sports ES DCT é sua evolução tecnológica, que conta com mais itens de conforto e, obviamente, foco também na segurança. Os destaques ficam para piloto automático, aquecedor de manoplas e painel multimídia – TFT colorido de 6,5 polegadas -, com conectividade para Android Auto e Apple CarPlay ; assento com altura ajustável – em função do novo quadro –, iluminação em LED, pneus sem câmara (tubeless) e tanque de combustível de 24,8 litros, que oferece uma maior autonomia para os mototuristas. Com transmissão de dupla embreagem, a moto pesa 225 quilos (à seco).

Já em termos de oferecer mais segurança, a CRF 1100L Africa Twin Adventure Sports ES DCT conta com sensor de medição inercial de seis eixos, suspensão eletrônica – invertida na dianteira –, ABS em curva, além de faróis direcionais. Isso sem falar no acelerador eletrônico e seis modelos de pilotam, dois totalmente ajustáveis. Em função da transmissão automatizada parece que motociclista está pilotando um scooter de 100 cavalos, porém com mais controle e várias possibilidades de troca de marchas.

Neste test-ride, o jornalista Aldo Tizzani, do MinutoMotor usou:
Capacete Bieffe 3Sport 7Wins; jaqueta, calça e luvas HLX e bota Alpinestars

A Honda oferece ainda uma completa linha de acessórios que, aliás, não é barata! Além de assento mais baixo; os modelos de entrada podem receber cavalete central, faróis auxiliares, malas rígidas laterais, top box e bolsas internas; mala de tanque, pedaleira rally e protetores de motor e carenagem. O modelo de entrada parte de R$ 70.490 e a versão topo custa R$ 96.626 (Preços públicos sugeridos / Frete não incluso).

Fotos: Divulgação