VÍDEO: Na Estrada Velha de Santos com a nova Royal Enfield Meteor 350

A pandemia fez muitas pessoas refletirem sobre o ‘futuro’. Alguns acreditam que “a hora é agora e o dia é hoje”! Momento de se permitir às novas experiências de vida e oportunidades em duas rodas. À convite do Motor Road – startup focada em lifestyle e economia colaborativa voltada ao mercado motociclístico – me aventurei a rodar pela “Estrada Velha de Santos” (SP-148), também conhecida como Caminho do Mar, que dava acesso à Baixada Santista. A via tem oito quilômetros de extensão e o inédito tour, que recebe motos uma vez por mês, dura cerca de uma hora. “Nos dias de sol, o motociclista consegue ver praticamente toda a baixada santista. Nos dias mais fechados, a neblina dá um charme todo especial, mas é preciso redobrar a atenção na pilotagem, conta Luiz Vendramini, sócio do Motor Road, que faz um chamamento aos motociclistas para o passeio que acontece em 27 de novembro (os ingressos devem ser comprados com antecedência, veja “Serviço” abaixo).

Para participar desse passeio optei por uma marca histórica – com 120 anos de produção ininterrupta –, caso da anglo-indiana Royal Enfiled. Em função do roteiro escolhi a recém-chegada Meteor 350, que oferece conjunto ciclístico equilibrado, motor com baixíssima vibração, e um sistema de navegação – batizado de Tripper – inédito para uma moto de sua categoria, design minimalista e preço agressivo, a partir de R$ 18.990, na versão de entrada, a Fireball. Isso sem falar no estilo clássico, que recebeu o chame dos aros de LED no farol e na lanterna, rodas de liga leve, que são calçadas com pneus sem câmara.


Neste inédito passeio pelo Caminho do Mar, a primeira via pavimentada da América Latina, a moto anglo-indiana estava em seu habitat natural

Motor sem vibração – O novo motor, de um cilindro, conta com eixo de contrabalanço e está fixado ao novo chassi por meio de coxins de borracha. Dá para rodar entre 90 e 110 Km/h sem força a máquina, muito menos estressar o piloto. Aqui o importante é chegar bem ao destino, e não ser o mais rápido. Neste tour, descida pela Imigrantes, com velocidade de 80 Km/h e subido pela Estrada Velha de Santos, o que importa é como o torque é distribuído. Os 2,75 kgf.m a 4.000 giros. O comportamento do monocilíndrico com exatos 349 cm³ não se destaca pela potência de 20,2 cv a 6.100 rpm, mas sim pela sua força em baixos e médios regimes de rotação. A moto gostou de serpentear a serra, em trechos de subidas e descidas.

A Meteor 350 adotou freios a disco (simples) e sistema ABS em ambas as rodas, que transmitiram boa dose de segurança. Se mostraram bem eficientes (300mm, na dianteira e, na traseira, 270mm) na descida da serra. O peso e a altura de assento deixam os motociclistas – inclusive os mais baixinhos – (191 Kg à seco / 765mm de altura do assento) – muito à vontade para fazer manobras em baixa velocidade. A moto conta com um bom nível de conforto, ergonomia, já que o posicionamento do guidão e pedaleiras estão de acordo com o biotipo médio do brasileiro.

Fotos Marcio Chizzolini

Serviço – A Subida da Serra é feita das 8h30 às 11h30. Acesso pelo Portal e Centro de Apoio ao Visitante – Ecoturismo Caminhos do Mar, em Cubatão (SP). A dica é descer a Imigrantes ou a Anchieta e siga sentido ao Guarujá pela BR-101 e saia para a SP-148 Caminho do Mar. A venda dos ingressos será feira via Sympla (clique aqui). Os valores são: R$ 87 para moto e piloto, mais R$ 60 para o garupa. Programe-se! O passeio é imperdível! Mais informações, acesse: www.motorroad.com.br ou envie uma mensagem para o Whatsapp (11) 99905-2525.