Linha comemorativa de 120 anos da Royal Enfield chega ao Brasil em série limitada e exclusiva

Na última edição do Salão de Motos de Milão – EICMA 2021 – tive a oportunidade de ver bem de perto as Twins 650 comemorativas aos 120 anos da anglo-indiana Royal Enfield. As motos – Interceptor 650 e Continental GT – impressionavam pela pintura do tanque de combustível, dos detalhes em dourado, manoplas e assento marrom, dando um ar elegante e sofisticado para os dois modelos. Na maior feira de motos do mundo, os executivos da marca deixaram claro na Itália que as motos dificilmente viriam para o Brasil. Foram fabricadas apenas 480 unidades dos dois modelos. Em função dos bons resultados de vendas e do esforço da subsidiária verde-amarela, a Royal Brasil conseguiu trazer para o País 60 unidades, 30 de cada. E partir de hoje (26 de julho) os interessados podem acessar o site exclusivo das versões comemorativos para mais informações sobre as novidades e fazer a reserva das motos, que são dignas de coleção.

As moto indianas apresentam acabamentos exclusivos

Versão especial comemorativa e exclusiva, as Twins 650 apresentam uma aparência realmente pra lá de especial, contando com acabamento exclusivo dos tanques (em preto e preto cromado) e que conta com um belo brasão na parte superior, tudo em sintonia com todos os outros acessórios. Muitos detalhes são pintados à mão, homenageando os lendários Madras Stripes, que é uma marca registrada das tradições da Royal Enfield. Destaque também para o emblema de aniversário feito artisticamente em latão – nas laterais do compartimento de combustível – por uma família indiana de artesãos que criam há séculos efígies para os templos no país asiático.

Aldo Tizzani, do MinutoMotor, com a Continental GT 120 anos. Neste passeio exclusivo, o moto-jornalista usou o capacete Bieffe B-12 Classic

Completando os detalhes escurecidos como por exemplo, motor e escapes, as Twins 650 edição 120 anos vêm com acessórios pré-instalados, como protetor de cárter, telas de proteção, protetores de calcanhar, brace pad, barra e espelhos touring, assentos exclusivos e a numeração de produção no tanque, que fica logo abaixo do brasão. E serão estes acessórios que irão compor os preços finais de cada uma das motos. Hoje, para os modelos tradicionais, os valores variam entre R$ 27.900 (Interceptor) e R$ 28.900 (GT), ambos sem frete.

O motor também é o mesmo, só que pintado de preto: um bicilíndrico de 47 cv a 7.150 rpm e 5,3 kgf.m a 5.250 de torque, acoplado a um câmbio de seis velocidades. Receita que oferece um rodar com entrega linear de força e potência. Em 4.000 giros, sexta marcha engatada, a moto está rodando tranquilamente a 100 Km/h. Isso foi comprovado em um bate e volta até Santos, no litoral paulista, para conhecer todos os detalhes do Museu do Café e, é claro, tomar várias xícaras do ouro verde com o time da Royal Brasil.

Cláudio Giusti, diretor geral da Royal Brasil: mais novidades chegarão!

“Com as Twins comemorativas, nós brindamos aos tempos passados, celebramos todas as realizações da engenharia e do design, relembramos todos os passeios inesquecíveis e as pessoas extraordinárias que já estiveram conosco. São 120 anos de resistência e adaptabilidade, de grandes desafios e muita diversão. Acima de tudo, 120 anos de motocicletas excepcionais e pilotos entusiasmados pelo motopurismo”, celebra Para Cláudio Giusti, diretor geral da Royal Enfield do Brasil. O executivo ainda tem outro motivo para comemorar: o Brasil já é o segundo país mais importante na operação global da marca, ficando atrás apenas da própria Índia. Além disso, Guisti foi categórico: “todos modelos que serão apresentados no exterior chegarão ao Brasil. Tudo a seu tempo!”