VÍDEO: Como é pilotar a nova CBR 1000RR-R Fireblade SP 2022, que entrega 216 cv de potência e custa R$ 160 mil

Desenvolvida nas pistas e com preço sugerido de R$ 160 mil, a nova CBR 1000RR-R Fireblade SP 2022 herdou o motor de quatro cilindros em linha da Honda RC 213V-S: hoje com 216,2 cv de potência máxima. A eletrônica é de causar inveja a qualquer jato executivo, já que a “Triple R” traz a inédita plataforma inercial – IMU, Inertial Measuramente System – de seis eixos que, em sinergia com a eletrônica embarcada, controla todos os “movimentos” da superesportiva. A moto conta agora com sistema de controle de tração otimizado e a introdução do “Launch Control”. A 1000 da Honda conta ainda com novo amortecedor de direção (HESD), suspensão eletrônica Öhlins e o sistema de freios Brembo de última geração, com ABS para curvas. Na parte aerodinâmica, a experiência na MotoGP resultou em aletas laterais que eleva o “downforce”, em favor da dirigibilidade em alta velocidade. Mas como é pilotar este foguete japonês em um autódromo? Veja o vídeo e confira as principais características deste ‘foguete’ sobre duas rodas.

Fotos Mario Villaescusa / MM

Motor
– Quatro em linha com curso reduzido, potência elevada em alta rotação
– Potência: 216,2 cv a 14.500 rpm – Torque: 11,5 kgf.m a 12.500 rpm.
– Acelerador eletrônico com respostas mais rápidas e maior sensibilidade
– Design ultracompacto graças ao acionamento de comandos de válvulas misto
– Atrito interno reduzido pelo tratamento DLC – Diamond Like Carbon
– Balancins roletados, bielas de titânio e pistões de alumínio forjado
– Filtro de ar alimentado por duto ram-air na parte central da carenagem
– Ponteira de escapamento Akrapovic de titânio

Eletrônica
– Plataforma de medição inercial (IMU) de seis eixos Bosch
– Três modos de pilotagem personalizáveis
– Controle de tração de 9 níveis mais efetivo com controle anti-patinamento
– Launch control em 4 níveis
– Quickshifter

Para este test-ride na pista da Fazenda Capuava, o jornalista Aldo Tizzani, editor do MinutoMotor, uso o capacete Bieffe B12 Thunder

Chassi e ciclística
– Chassi de alumínio e balança de suspensão inéditos
– Suspensões Öhlins S-EC – Smart Electronic Control
– Amortecedor de direção HESD – Honda Electronic Steering Damper de 3 níveis
– Freios Brembo Stylema, pinças de montagem radial com quatro pistões
– ABS de dois níveis (Sport/Track)