Lâmpadas com tecnologia LED podem ser usadas em motocicletas?

O uso das lâmpadas em LED em motocicletas é um assunto que sempre causa polêmica. Além da legislação vigente há várias outras questões: técnicas, de desempenho, principalmente na pilotagem noturna; além, é claro, da durabilidade em comparação aos modelos halógenos. Com o apoio da Lumileds, fabricante dos produtos Philips Automotiva, MinutoMotor esclarece seis fatos sobre em torno do tema: iluminação das motos. Confira!

1. As lâmpadas de LED podem ser instaladas em qualquer motocicleta? – Sim, a legislação brasileira – Resolução 292 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) – garante a troca da lâmpada halógena pela tecnologia LED, bastando o motociclista manter o formato da lâmpada, ou seja, H4 ou H7 etc. Entretanto é importante observar o tamanho interno do farol de sua motocicleta para ver se há espaço para a instalação da lâmpada de LED, geralmente maiores que as halógenas. Uma vantagem das lâmpadas de LED da Philips é que são mais compactas, justamente para esse tipo de farol.

Motorbike/motorcycle speeding down an empty road from over handlebar view. Focus is on the motorbike with road blurred.

2. As lâmpadas de LED podem ser utilizadas tanto em motos de corrente contínua e alternada? As lâmpadas de LED Ultinon Philips são as únicas que podem ser instaladas em motos de corrente alternada e contínua. As motos de baixa cilindrada geralmente têm corrente alternada (que vem diretamente do alternador) e sofrem falhas e variações na iluminação, o que pode diminuir a vida útil do LED ou até queimá-lo. As lâmpadas Ultinon da Philips são fabricadas para funcionar nos dois tipos de corrente sem ter a durabilidade afetada. A Philips ainda oferece dois anos de garantia.

3. Quais os benefícios das lâmpadas de LED em relação às halógenas? As lâmpadas de LED Philips se sobressaem às halógenas nos três principais quesitos: visibilidade, durabilidade e estilo. As lâmpadas Ultinon Philips iluminam 130% a mais, duram até cinco anos e têm muito mais estilo, com mais temperatura de cor, de 6.000 K até 6.500 K.

4. Todas as lâmpadas de LED são iguais? Não. As lâmpadas de LED não são todas iguais. As da Philips têm maior robustez e, por isso mais durabilidade, o que as diferenciam das lâmpadas encontradas no mercado. Outro fator importante é a precisão na emissão da luz e temperatura de cor. Além disso, as lâmpadas da Philips são submetidas a testes em laboratórios credenciados pelo Inmetro e superam todas as exigências do órgão. Vale acrescentar que as lâmpadas LED Ultinon da Philips possuem as tecnologias “AirFlux” e “Air Cool”, que permitem o resfriamento de forma mais eficiente, o que ajuda na durabilidade do produto.

5. Como posso saber se a lâmpada de LED é de boa qualidade? É importante saber que a Philips desenvolve sua tecnologia, produz suas lâmpadas em laboratório e fabrica os próprios materiais de extrema qualidade. Os produtos são testados à exaustão, por isso atingem o melhor desempenho, diferente de algumas marcas que utilizam peças de terceiros em suas lâmpadas, buscando baixo custo e comprometendo o desempenho na iluminação, na precisão e na durabilidade.

6. Quanto dura, em média, uma lâmpada de LED? As lâmpadas de LED Ultinon da Philips têm durabilidade de até cinco anos graças a algumas das tecnologias nelas incorporadas como: Safe Beam (para projetar a luz no lugar certo sem ofuscar), resistência à água e à poeira (certificação IP65), ThermaCool (para controle de temperatura) e resistência de 10G aos impactos. Em resumo, as lâmpadas de LED são mais resistentes e duráveis.