Motos em alta: expectativa é emplacar 1.125.000 unidades em 2021

CG 160, da Honda, o veículo mais vendido do País / Divulgação

A escassez de componentes na indústria fez a produção e as vendas de automóveis despencarem. Porém, a moto segue com boa demanda em setembro. Foi o único segmento de todo o setor automotivo a registrar alta na comercialização em comparação com agosto. A produção está sendo absorvida pelo mercado e a procura cresceu na pandemia. É interessante observar como esta tendência ficará no futuro, principalmente na grandes cidades, tudo em função de uma melhor mobilidade urbana e do serviço de delivery. Em algumas concessionárias há fila de espera! As motos deverão ter os emplacamentos ampliados em 22,9% este ano. E expectativa é licenciar mais de 1.125.000 unidades. Confira os modelos mais vendidos de janeiro a setembro e no acumulado do ano, segundo dados da Fenabrave.

Royal Enfield Meteor 350: ótimo resultado nas vendas de agosto e setembro / Divulgação

ESTILO – MARCA/MODELO – VENDAS EM SETEMBRO – VENDAS NO ACUMULADO
Street
– Honda CG 160 – 29.063 unidades – 227.410 unidades
Custom – Royal Enfield Meteor 350 – 466 unidades – 1.330 unidades
Trail – Honda NXR 160 Bros – 12.355 unidades – 92.102 unidades
Maxitrail – BMW R 1250 GS – 336 unidades – 3.621 unidades
Naked – Yamaha MT-03 – 1.045 unidades – 7.444 unidades
Ciclomotor Honda Biz – 14.383 unidades – 113.723 unidades
Scooter – Honda PCX 150 – 2.857 unidades – 21.365
Esportiva – Yamaha R3 – 227 unidades – 1.670 unidades
Superesportiva BMW S1000 RR – 98 unidades – 745 unidades
Touring – Harley-Davidson Electra Glide Ultra Limited – 37 unidades – 213 unidades