Motos invadem o reino das águas quentes

A invenção da roda foi uma revolução para a humanidade, mas juntar duas – com um motor entre elas – deu todo o sentido à palavra “liberdade”. Agora liberdade rima com amizade e neste ponto, a motocicleta é um agente de pura socialização que atrai aqueles que querem dividir experiências e um estilo de vida único. Num clima de pura descontração e alegria, o “Evento das Anas” aconteceu na cidade turística de Caldas Novas (GO). Neste momento que a pandemia está perdendo força houveram muitos motivos para festejar. Então era hora de pegar a estrada, rever velhos amigos e conhecer novos personagens para festejar a vida.

Para quem não conhece as Anas – Ana Sofia e Ana Pimenta (acima) – elas fizeram em 2018 um ‘rolezinho básico’ de cerca de 28 mil km pilotando duas Harley-Davidson entre Porto Alegre (RS) e Milwaukee, nos Estados Unidos. A dupla visitou 115 concessionárias da Harley e chegaram para a festa de aniversário dos 115 anos da centenária marca norte-americana. O roteiro épico das Anas foi batizado de “The Ride 115”, uma legítima bandeira sobre a prevenção do câncer de mama. Conheça mais aqui.

O “Evento das Anas” reuniu 90 motoviajantes no Hotel Thermas Di Roma, vindos de várias partes do Brasil – São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Santa Catarina. Detalhe: alguns motociclistas rodaram mais de dois mil quilômetros para chegar ao evento. Aliás, o grupo pode participar de uma agenda repleta de atrações com dicas de primeiros socorros, motohabilidade sobre duas rodas – ministradas por Zanoni Botellho (acima e ao centro) – primeiro policial brasileiro a participar do Motorodeo Police Texas – prova restrita a militares que aconteceu nos EUA. Isso sem falar nos comes e bebes e muito rock’n roll, sempre à beira da piscina.

Na chegada, os mototuristas foram recepcionados com um simpático kit de boas-vindas, com toalha de banho bordada com o nome do participante, chocolate, copos, temperos aromatizados, protetor solar, cremes para as mãos e articulações e kit para conter os excessos. Falando nisso, os destaques gastronômicos ficaram por conta do almoço típico goiano, com o famoso empadão e salada com pequi; e muita comida de boteco.

Na sexta-feira, 22 de abril, jantar dançante com música ao vivo e flashbacks dos principais hits dos anos 1970 e 1980. A noite do “Dancing Days” teve também concurso de fantasia. Na manhã do dia seguinte, o tradicional desfile do grupo de motociclistas pelas principais ruas de Caldas Novas e foto oficial no lobby do hotel. Enfim, quatro dias de muitos quilômetros rodados, muitas risadas e reencontros. E viva a vida sobre duas rodas.

Quer ver mais fotos do evento, acesse no Instagram: @eventodasanas e @irparaondefor, de Rafael Scucato.