Plano de negócios da Vibra prevê a instalação de 70 eletropostos até o fim de 2023

Vibra inaugura primeiro eletroposto ultrarrápido do país para recarga elétrica de veículos / Foto de Alexandre Brum/Enquadrar/Vibra

Com o aumento nas vendas de veículos eletrificados, a expansão da rede de eletropostos é uma questão de honra para toda a cadeia de abastecimento. Pensando no maior conforto de seus clientes, a Vibra dá o start em seu projeto de ter a maior e mais robusta rede de recarga elétrica rodoviária do país. O plano de negócios prevê a instalação de um total de 70 eletropostos até o fim de 2023 (50 em rodovias), criando o maior corredor elétrico do Brasil, com quase nove mil quilômetros de extensão. A diversificação de serviços de energia nos postos é um importante passo para a companhia, que trabalha na implementação de uma plataforma multienergia que visa a ampliação da oferta de energias de fontes renováveis e sustentáveis. Com esse movimento, a Vibra reforça seu compromisso de liderar a transição energética no Brasil, oferecendo mais alternativas de energia para os seus consumidores.

Fotos Divulgação Nissan

Além disso, a Vibra pretende também acelerar iniciativas de levar energia renovável para os Postos Petrobras. Hoje, os postos conectados à rede elétrica em alta tensão têm a opção de adquirir energia no mercado livre, ou a partir de usinas de Geração Distribuída, para o caso dos postos com menor consumo de energia, ligados à rede em baixa tensão. Essa oferta se dá via Comerc, plataforma de energia na qual a Vibra lidera o bloco que detém 50% do capital social da companhia. Em ambos os casos, o custo da energia é reduzido, e a energia proveniente de fontes renováveis.

O primeiro Posto Petrobras a receber o Eletroposto Vibra é o Posto Arco-Íris Roseira, um empreendimento estrategicamente localizado na Rodovia Presidente Dutra, KM 82, em Roseira (SP), no sentido Rio de Janeiro. O espaço está equipado com um carregador ultrarrápido com três pontos de recarga, com plugues dos padrões CCS-2, CHAdeMO e conector Tipo 2, com potência máxima de saída de 150 kW em corrente contínua e 43 kW em corrente alternada, o que proporcionará aos usuários, dependendo da capacidade do veículo, o carregamento de 80% da bateria em até 20 minutos – o que permite, por exemplo, que a maioria dos veículos chegue ao Rio de Janeiro sem a necessidade de uma nova recarga.

Foto de Alexandre Brum/Enquadrar/Vibra

O plano de negócios da Vibra prevê, até 2023, a criação de um corredor elétrico que conectará mais de 7 estados brasileiros, conectando toda a região Sul e Sudeste do país, além de cidades como Brasília. A companhia tem como meta disponibilizar o serviço de recarga de veículos elétricos em 25% da sua rede de postos até 2030. O projeto abraça também soluções de recarga em locais públicos como estacionamentos, pontos comerciais, shoppings e condomínios, por meio da parceria com a EZVolt. O objetivo da Vibra é ser o principal provedor de soluções de recarga e suprimento de energia do Brasil, por meio de uma rede de recarga pública robusta, disponível e conectada.