Royal Enfield prepara o lançamento da Meteor 350, que deve custar menos de R$ 20 mil

A nova Royal Enfield Meteor 350 será apresentada em julho / Fotos Divulgação

Com a aposentadoria de Classic 500, a Royal Enfield prepara o lançamento no Brasil da Meteor 350, uma média cilindrada de estilo retrô moderno que foi criada do zero pelos engenheiros da marca anglo-indiana. A moto será apresentada à imprensa especializada no início de julho e usa um inédito motor de um cilindro – arrefecido a ar e comando de válvulas no cabeçote (OHC). Como novidade tecnológica: sistema de navegação. No exterior a moto é vendida em três opções de acabamento – Fireball, Stellar e Supernova – e deverá custar menos de R$ 20 mil, em sua versão de entrada.

A Meteor será uma excelente opção para quem quer ingressar no “mundo moto”

A nova “mini custom” da Royal Enfield – marca com 120 anos de história – herdou o nome do modelo original lançado em 1952. Setenta anos depois a nova Meteor deve proporcionar um bom comportamento dinâmico na cidade, como também em viagens de final de semana. A nova Royal Enfield, que foi apresentada no exterior em 2020, chega ao Brasil com boa expectativa de vendas, já que nesta categoria ela “irá nadar sozinha e de braçada”.

Novo motor de um cilindro, de 349cc, que desenvolve 20 cv de potência

Nova de ponta a ponta, a Meteor 350 usa motor injetado de 349 cm³, refrigerado a ar e óleo, que produz 20,2cv potência a 6.100 rpm e 2,7 Kgf.m a 4000 giros, que aposentou o antigo sistema por varetas (OHV). Ou seja, oferece bom torque em baixas/médias rotações. Porém em função das nossas leis ambientais, estas especificações podem sofrem pequenas alterações nos modelos tropicalizados. Para completar, o propulsor conta com transmissão de cinco velocidades.

A versão de entrada da Meteor 350: Fireball

Em função da sua arquitetura construtiva – quadro de tubo central estampado e duplo berço – A Meteor 350 oferece uma baixa altura do assento (765mm do solo), que pode ser ideal para pilotos de baixa estatura e realizar manobras em baixas velocidades. Ideal para quem está subindo de categoria ou até para quem está entrado no “mundo moto”. Falando em ciclística, a nova Royal Enfield conta garfo telescópico tradicional na dianteira, com generosos tubos de 41 mm e 130 mm de curso. Já na traseira, duplo amortecedor com seis posições de ajustes na pré-carga da mola.

Versão tipo de linha da nova Royal: Meteor Supernova, com parabrisa e sissybar

A “easy cruiser” está equipada com rodas de liga leve de 10 raios, calçadas com pneus sem câmara. As medidas são: 100/90-19’’ na dianteira e 140/70-17’’ na traseira. No quesito segurança, a Meteor usa disco em ambas as rodas (300mm de diâmetro na frente e 270 mm na traseira), que são assistidos por ABS de dois canais.

Stellar é a versão intermediária da nova Meteor 350 e conta com sissybar e escape cromado

Em termos estéticos, a nova Royal Enfield usa iluminação de LED (dianteiras e traseira, ambas de formato circular) e motor pintado em preto fosco, em todas as versões. O novo painel de instrumentos multifuncional traz velocímetro analógico, com uma pequena tela LCD no centro, que oferece outras informações como, por exemplo, marcha engatada, nível de combustível, hodômetros total e parcial e relógio. Outra novidade é o sistema de navegação, que indica o caminho por meio de um mostrador redondo e digital, que fica do lado direito do mostrador principal.

Os primeiros desenhos da Royal Enfield Meteor 350

Agora o que nos resta é aguardar o test-ride para as primeiras impressões de pilotagem, confirmar os preços e as versões que serão vendidas no Brasil, além da ergonomia e consumo do novo modelo da marca anglo-indiana.